Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Dois anos antes da visita do Papa, já há hotéis esgotados em Fátima

  • 333

No próprio dia em que Francisco anunciou a vontade de estar em Fátima para o Centenário das Aparições, em 2017, os telefonemas e as reservas nos hotéis da cidade dispararam.

Ainda faltam dois anos, mas muitos hotéis em Fátima já têm lotação esgotada para maio de 2017. O motivo? A possível visita do Papa Francisco ao Santuário, no centenário das Aparições.

No dia 25 de abril, o Papa Francisco confirmou ao bispo de Leiria-Fátima, António Marto, que gostaria de estar presente no Santuário de Fátima em maio de 2017. A visita ainda não foi confirmada nem está nada acertado e até o próprio Chefe da Igreja Católica, admitiu que a viagem só acontecerá “se Deus [me] der vida e saúde quero estar na Cova da Iria para celebrar o centenário das aparições de Fátima".

Independentemente do tempo que falta e dos possíveis impedimentos, as empresas hoteleiras em Fátima sentiram um grande aumento na procura de quartos, logo no dia em que a notícia foi divulgada.

"Assim que se soube que o Papa queria vir, tivemos um volume anormal de telefonemas e temos pedidos de quartos para maio de 2017 quase todos os dias", disse à agência Lusa Natália Neves, gerente de um hotel a escassos metros do Santuário.

"Estamos esgotados, mais quartos houvesse, mais vendíamos", declarou o responsável a propósito de maio de 2017, explicando que se trata "dos clientes habituais, que escolhem o hotel várias vezes ao longo do ano e de operadores que trazem clientes estrangeiros e também alguns portugueses", conta Luciano Pereira, diretor de uma outra unidade hoteleira.

A realizar-se, esta será a primeira visita de Francisco a Portugal, depois de já ter recebido vários convites. O último Papa a visitar o nosso país foi Bento XVI, em maio de 2010, durante a celebração do 10.º aniversário a beatificação dos três pastorinhos.

  • Papa Francisco quer visitar Fátima em 2017

    Se Deus lhe "der vida e saúde", o papa Francisco quer "estar na Cova da Iria para celebrar o centenário das aparições". É a primeira vez que Francisco revela de forma explícita este desejo de visitar Fátima.