17 de abril de 2014 às 12:51
Página Inicial  ⁄  Dossiês  ⁄  Dossies Atualidade  ⁄  Mais austeridade  ⁄  Seria um "erro" dissolver o Parlamento, diz Jardim

Seria um "erro" dissolver o Parlamento, diz Jardim

Alberto João Jardim não está surpreendido com a crise política, "houve sempre sarilhos nas coligações PSD/CDS". Em entrevista à RTP, o líder regional defende uma remodelação no Governo, com "novas caras e formas de comunicar".

Lusa
O governante sustentou que esta crise "tem que ser ultrapassada" Alberto Frias O governante sustentou que esta crise "tem que ser ultrapassada"

O presidente do Governo Regional da Madeira, Alberto João Jardim, defendeu hoje uma remodelação do executivo central, de coligação PSD/CDS-PP, e novas formas de comunicar, mas considerou ser "um erro" uma eventual dissolução do parlamento.

"(...) Seria um erro a Assembleia da República ser dissolvida, mas, por outro lado, devido a erros que se acumularam durante este Governo, tem que haver novas caras e novas formas de comunicar", afirmou Alberto João Jardim em entrevista à RTP, transmitida também pela RTP-Madeira.

O chefe do executivo insular disse não ter ficado surpreendido com a crise no seio da coligação, lembrando a história política do país: "Tirando os governos de Sá Carneiro, houve sempre sarilhos nas coligações PSD/CDS, independentemente das lideranças".

Novas eleições lançariam caos no país


Insistindo na necessidade de "haver novas caras" e "novos processos de comunicação", Jardim reiterou: "Mas isto tem de ser feito sem dissolver a Assembleia da República e sem lançar o país num caos que seriam novas eleições".

Na entrevista, conduzida pelo jornalista Vítor Gonçalves, o governante sustentou que esta crise "tem que ser ultrapassada".

"Obviamente, temos que ter a mesma prudência que é não comprometer também toda a conjuntura em termos de, daqui a dias, nos faltar o dinheiro para pagamentos", declarou, acrescentando que o atual momento político "é uma questão de intervenção do Presidente da República", mas também de todos os partidos.

Para Alberto João Jardim, "é uma questão de cada partido, inteligentemente, fazer a sua autocrítica e procurar novas soluções, seja partido que pertença à maioria parlamentar, seja partido que não esteja na maioria parlamentar".

Sociais-democratas fazem "um pouco o papel do marido enganado"


Ainda sobre a coligação governamental, o também líder do PSD/Madeira considerou que os sociais-democratas fazem "um pouco o papel do marido enganado", situação que tem que ser "corrigida".

"Quando vejo neste Governo o CDS em Lisboa dizer uma coisa, aqui na Madeira diz uma coisa diferente, diz que não disse o que disse em Lisboa, depois quando vejo os ministros da área do PSD a dar as más notícias e, entretanto o dr. Paulo Portas está de viagem ou não fala dos assuntos complicados ou os ministros do CDS anunciam coisas ótimas, mas que depois também se vem a ver que não têm qualquer concretização, de maneira que eu sinto, de certo modo, que o PSD até agora fez um pouco um papel do marido enganado", disse.

Questionado sobre o que espera da reunião da comissão política nacional do PSD, esta noite, o presidente do Governo da Madeira disse ser uma matéria pela qual não se interessa muito.

"Estou, de certo modo, afastado. (...) Sou considerado incómodo dentro do PSD nacional e, aliás, veja a forma como o PSD nacional se comportou comigo nas eleições regionais do ano passado. Isso foi um capítulo muito grave que eu não esqueci", repetiu o dirigente social-democrata, defendendo ser necessário para o país "renegociar o tempo da ajuda estrangeira", a descida das taxas de juro e mais moeda em circulação.

 

 

 

Comentários 30 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
Que pena!

Perdi a entrevista do século!
Por falar em remodelar...ò Alberto João, não achas que vai sendo mais que tempo para desamparar a loja?
Re: Que pena! Ver comentário
Cavaco Silva vai ficar na Historia de Portugal
como responsável de um dos periodos maios negros do País..
Socialistas no poder,bancarrota pela certa! Ver comentário
Não DISSOLVER o Parlamento, seria um enorme ERRO Ver comentário
Querem o Alegre presidente? Ver comentário
Sou Laranja ...e não tenho pena do Cavaco. Ver comentário
Madeira: AJJ, pensa que os outros não o conhecem
AJJ já não surpreende ninguém.

Ele quer outro Governo, seja de quem for, porque acha que tem mais 'sorte' com qualquer outro, que com Passos Coelho e Vítor Gaspar.

O patriotismo dele, é ver se se safa de pagar o esbanjamento que fez.

Esta-se nas tintas para quem paga, desde que não seja ele...
Re: Madeira: AJJ, pensa que os outros não o conhec Ver comentário
Re: Madeira: AJJ, pensa que os outros não o conhec Ver comentário
Re: Madeira: AJJ, pensa que os outros não o conhec Ver comentário
Re: Madeira: AJJ, pensa que os outros não o conhec Ver comentário
Re: Madeira: AJJ, pensa que os outros não o conhec Ver comentário
O AJJ que nunca foi à bola com o PPC...sabe que .. Ver comentário
Chamar ao PSD social democrata, só por gozo...
A reunião foi marcada depois da crise aberta no governo com a declaração pública de Portas a demarcar-se das medidas de austeridade, nomeadamente do aumento da TSU.
 
Esta noite, o PSD decidiu obter uma clarificação de Portas sobre o apoio que dá ao programa da coligação, afirmando em comunicado querer evitar a deterioração da relação entre os dois partidos e uma crise política em Portugal. O PSD diz que o país precisa de um "Governo coeso e empenhado".
 
Os social democratas exigem que Portas dê não só apoio ao acordo de coligação, como também a estratégia do governo para a consolidação orçamental.
Fonte:DE
Re: Chamar ao PSD social democrata, só por gozo... Ver comentário
Re: Chamar ao PSD social democrata, só por gozo... Ver comentário
O povo está a consciêncializar-se..............
youtu.be/ULGac-G8ngE
AJJ
Muda-se de moleiro, mas continua os mesmos de sempre a roubar a farinha.
E já lá vão 37 anos.
Em Matemática chama-se - Simetria
Se ele o disse aposto que para nós o inverso é a melhor solução ! Força aí...dissolvam e convoquem eleições...
É mentira...
A QUESTÃO ESSENCIAL É
mandar de volta para a "creche" este governo e pôr a governar alguém com capacidade para o fazer.
Atira a matar
Atira a matar e depois tenta resuscitar o defunto que ele ajudou a matar. Senil, só pode ser.
Pocilga ele e o silva já...
Pocilga para o reco diz se na minha terra...
ainda se perde tempo com este fulano???
quando é que te vais embora, lambão?
até quando os madeirenses se vão sentir obrigados a votar no sr Jardim como retribuição das casas que o sr lhes construiu? pagando os cubanos, claro!!
não acha que já chega de palermices de AJJ em Portugal??
Independência já!
Porque é que os africanos da Madeira também não fazem uma manifestação como na Catalunha a pedir a independência?
Eu, como português, garanto que não me importo mesmo nada e até era capaz de participar numa manifestação a pedir o fim do colonialismo português nas ilhas.
Chega de exploração dos desgraçados africanos das ilhas, fora com os portugueses, viva a Republica das Bananas da Madeira!
Real Demo
O Jardim naop é uma pessoa justa, honesta.-.. tem varias faces consoante o vento. Politico que destruiu a Madeira e um dos culpados pelo estadod a naçao. Investigue-se o que possui e havera muitas surpresas.
real demo
este pequeno homem nada tem de democrata mas de ditador, no entanto se fosse democrata e reabilitado para a politica saudavel poderia ser bom numa cosia; audacia e espontaneidade. Infelizmente esta do lado dos criminoso PSDS
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub