20 de abril de 2014 às 19:02
Página Inicial  ⁄  Atualidade / Arquivo   ⁄  SEF desmantela rede de tráfico de mulheres em Aveiro e Faro

SEF desmantela rede de tráfico de mulheres em Aveiro e Faro

Cerca de 30 mulheres, algumas delas menores, eram obrigadas a ingerir drogas e depois forçadas a prostituir-se sob coação física e psicológica. Rede tinha bases em Faro e Aveiro e operava também em Espanha, Itália, Reino Unido e Alemanha.
Mário Lino, correspondente no Algarve (www.expresso.pt)
As mulheres eram negociadas entre os chefes de diferentes redes de tráfico de seres humanos António Pedro Ferreira As mulheres eram negociadas entre os chefes de diferentes redes de tráfico de seres humanos

A noite de ontem foi longa no Tribunal de Albufeira e a de hoje não se espera diferente. Ontem tiveram início os interrogatórios de três dos doze homens arguidos no decurso da investigação "Roadbook", promovida pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, o que forçou o juiz de instrução criminal do 1º Juízo de Albufeira e alguns funcionários a sair já depois da 1 da manhã.

Hoje, durante o dia, os interrogatórios continuaram e prevê-se que possam vir a estender-se ainda durante o dia de amanhã, não tendo sido aplicadas até ao momento quaisquer medidas de coação, segundo apurou o Expresso junto de fonte do Tribunal de Albufeira.  

Foram ainda constituídos como arguidos no processo outros três suspeitos que não foram detidos, adiantou o SEF, em comunicado.

De acordo com o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) o modus operandi da rede passava pela utilização de dezenas de jovens mulheres, algumas menores de idade, exploradas "mediante aplicação de forma muito violenta de coacção física e psicológica, incluindo a administração forçada de material estupefaciente".

No balanço da operação coordenada pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Évora, o SEF acrescenta que as vítimas, que se prostituíam na rua, eram regularmente transferidas dos locais onde se encontravam, quer em território nacional, quer para outros Estados-membros da União Europeia.

As mulheres - pelo menos 30, nas contas do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras - eram negociadas entre os chefes de diferentes redes de tráfico de seres humanos que operam no espaço da União Europeia, dificultando a investigação criminal.

Operação no Norte e no Sul


A operação, que arrancou na madrugada de segunda feira, foi liderada pela delegação do SEF no Algarve, e envolveu 70 operacionais do SEF, distribuídos entre Aveiro e Faro, bem como de 7 binómios da GNR, em ambas localidades, e ainda 31 militares do Pelotão de Intervenção em Aveiro.

Ao todo, foram efetuadas oito buscas domiciliárias e 11 buscas em viaturas, algumas das quais vieram a ser apreendidas juntamente com uma arma de fogo, dinheiro e telemóveis. A rede agora desmantelada operava não só em Portugal, mas também na vizinha Espanha, na Itália, no Reino Unido e na Alemanha, segundo dados apurados pelo SEF, em colaboração com as autoridades dos diferentes países e com a EUROPOL. 

A acusação deverá agora incidir nos crimes de tráfico de pessoas, lenocínio, furto qualificado, roubo, falsificação de documentos e extorsão.

Comentários 15 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
e na capital?
E no Porto?
não actuam?
só no interior?
E a alta prostituição nas grandes cidades, principalmente na capital? Aí não incomodam as meninas?
Estarão protegidas?
é óbvio que sim...
Desmantelamento?
Título demasiado pomposo e estimulante para o SEF, para organização com tentáculos tão vastos.
Justiça
A meu ver, não há anos de cadeia suficientes que paguem tal crime. A meu ver, como já é sabido a justiça portuguesa, vai dizer a estes senhores. Portem-se bem e vão aparecendo por cá. Daqui a uns anitos talvez se consiga um julgamento
A arca do...
quinhentinhos continua a fornecer a melhor fruta do Poko carago...

Precurem ao conselheiro.
e tráfico de gais?''
NADA?
Investiguem...
...os anuncios de jornal associados às fotografias dos traseiros de "massagistas" e talvez identifiquem alguns...proxenetas.

NO ALGARVE
Muita gente sabia que estas desgraçadas actuavam na zona de Boliqueime. Terra do nosso Cavaco. No Verão era visível a quem lá passava.

http://oanaogigante.blogs...

Eu;só exijo;que todos esses bandidos;sejam presos.
Eu só exijo que todos esses bandidos;sejam presos/e que fique o exemplo;para os que por aí comecem a saber;que por aí tem lei..??será..??até quando..??cpts..kantiflas.
È A MÃO DO BERLUSCONI...
..Eu sei que é o Berlusconi quem està por detràs desta rede de prostitutas.
Uma Forma ...
... de Escravatura miserável, realizada por gente miserável, que utilizam sistemas miseráveis para explorar outros seres humanos.
A justiça portuguesa não é suficiente para acabar com estes miseráveis; nem a polícia é suficiente para acabar com estes miseráveis.
Estes miseráveis não param frente a nada para realizar suas miseráveis atividades.
Leio a noticia e já se sabe que essas organizações de escravatura humana não vão acabar enquanto não se cortar o MAL pela raiz.
Bem...
Estava a tomar um café numa esplanada do Centro de Porto Alegre, quando me apareceu uma fulana de uns 18 a 20 anos, se não menos.
Perguntou-me se queria ir e que eram só dez reais pelo servicinho completo.
Respondi-lhe que lhe dava vinte e lhe pagava o ónibus, ida e volta, se me fosse fazer uma limpesa em casa, porque a diarista estava de doente.
Olhou-me de alto a baixo, com um ar de desprezo e zarpou, sem sequer responder.
Muitas destas vagabundas andam na vida, porque são relaxadas e preguiçosas. Falar-lhes em trabalho é ofensa.
A meu ver, a prostituição devia legalizada e mais, controlada pelo Estado, sendo elas obrigadas a carteira de trabalho e sanidade, a residência declarada, a inspecções médicas semanais, a serem obrigadas a mostrar a carteira de sanidade quando exigido pelo cliente, bem como a declarar os rendimentos ao fisco, como qualquer trabalhador, já que se dizem profissionais do sexo.
Com estas medidas baixavam a criminalidade, a propagação de doenças e aumentavam as receitas do Estado, uma vez que este seria obrigado a criar uma estrutura sanitária específicapara as "meninas".
José Adolfo Coelho acerca da escravatura branca

José Adolfo Coelho, foi um reputado jornalista que se especializou na investigação criminal.
É dele o livro:
"Ópio Cocaína e Escravatura Branca".

Transcrevo o recorte:
«Os traficantes de droga são simultaneamente traficantes de carne humana»
(pag 255)

Pode ler-se ainda, nas páginas 254 e 255:
«Pode escrever-se afoitamente que a droga é, hoje, um dos meios mais poderosos de que se servem os traficantes de brancas para arrastarem para a prostituição grande número de mulheres.
Em muitos casos as recalcitrantes, aquelas que de modo algum desejam filiar-se na legião do vício, são drogadas à força, e quando voltam a si da embriaguês do tóxico, encontram-se num bordel, estigmatizadas pela ignomínia».
             
portugal pais que vive da prostutuição
amigos e amigas ,é vergonhoso hoje em dia nos jornais mais se ve pelo correiuo da manha paginas cheias de norte a sul de portugal numeros de tewlefone moveis e ate de trabalho como acompanhantes,isto que se ve neste jornal não é nada comparado em todo o pais sao pessoas de varios paises, na prostutuição e venda de mulheres e trocas,,deviam as autoridades fazer uma operaçao a nivél nacional ,isto iria mexer com todos ate de gente forte no pais e nos paises do mundo,,deviam começar já ,mas o pais que nos vivemos só mostra que aprova tudo que se faz,vejam os anuncio nos jornais portugal um pais de porcos,traficantes de droga e mulheres,senhor presidente e governo tenham vergonha,não passem o tempo a comer e a beber e a jogar golfe,pois amanha pode ser a sua filha na rede da droga e da prostutuiçao e ate sao raptadadas para serem usadas na protutuiçao e comercio e trafico ,é uma vergonha para este pais e para o mundosomos um pais que ama e respeita as familias com dignidade,,onde esta a coragem ou so tem coragem para roubar e prender inocentesisto se chama ao meu pais um portugal adormecido na luxuria e na proosutuição e no dinheiro que ganham na droga e na prostutuiçao.boa tarde
Re: portugal pais que vive da prostutuição Ver comentário
portugal pais que vive da prostutuição
parabens ao jornal expresso,pelo tema que nos aflige em portugal e no mundo,ainda somos humanos,que este jornal continue a expor tudo que destroi a raça humana dos valores basicos dos valores das familias decentes,que estamos a ficar sem nada,mas vos digo que está prestes a mudar,em breve,e todo o mundo vai se alegrar e envergonhar de tudo que permitio,e nao vale a pena se incriminar daquilo que podia fazer e não fez,pois foi tarde,devemos sim vendo estas noticias e começar já. para bens a todos do jornal expresso muito exito e coragem
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub