Anterior
Filhas de Obama impedidas de entrar no Facebook
Seguinte
Ensino Particular: Governo e escolas chegam a acordo
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   SEF desmantela rede de tráfico de mulheres em Aveiro e Faro

SEF desmantela rede de tráfico de mulheres em Aveiro e Faro

Cerca de 30 mulheres, algumas delas menores, eram obrigadas a ingerir drogas e depois forçadas a prostituir-se sob coação física e psicológica. Rede tinha bases em Faro e Aveiro e operava também em Espanha, Itália, Reino Unido e Alemanha.
|
As mulheres eram negociadas entre os chefes de diferentes redes de tráfico de seres humanos
As mulheres eram negociadas entre os chefes de diferentes redes de tráfico de seres humanos / António Pedro Ferreira

A noite de ontem foi longa no Tribunal de Albufeira e a de hoje não se espera diferente. Ontem tiveram início os interrogatórios de três dos doze homens arguidos no decurso da investigação "Roadbook", promovida pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, o que forçou o juiz de instrução criminal do 1º Juízo de Albufeira e alguns funcionários a sair já depois da 1 da manhã.

Hoje, durante o dia, os interrogatórios continuaram e prevê-se que possam vir a estender-se ainda durante o dia de amanhã, não tendo sido aplicadas até ao momento quaisquer medidas de coação, segundo apurou o Expresso junto de fonte do Tribunal de Albufeira.  

Foram ainda constituídos como arguidos no processo outros três suspeitos que não foram detidos, adiantou o SEF, em comunicado.

De acordo com o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) o modus operandi da rede passava pela utilização de dezenas de jovens mulheres, algumas menores de idade, exploradas "mediante aplicação de forma muito violenta de coacção física e psicológica, incluindo a administração forçada de material estupefaciente".

No balanço da operação coordenada pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Évora, o SEF acrescenta que as vítimas, que se prostituíam na rua, eram regularmente transferidas dos locais onde se encontravam, quer em território nacional, quer para outros Estados-membros da União Europeia.

As mulheres - pelo menos 30, nas contas do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras - eram negociadas entre os chefes de diferentes redes de tráfico de seres humanos que operam no espaço da União Europeia, dificultando a investigação criminal.

Operação no Norte e no Sul


A operação, que arrancou na madrugada de segunda feira, foi liderada pela delegação do SEF no Algarve, e envolveu 70 operacionais do SEF, distribuídos entre Aveiro e Faro, bem como de 7 binómios da GNR, em ambas localidades, e ainda 31 militares do Pelotão de Intervenção em Aveiro.

Ao todo, foram efetuadas oito buscas domiciliárias e 11 buscas em viaturas, algumas das quais vieram a ser apreendidas juntamente com uma arma de fogo, dinheiro e telemóveis. A rede agora desmantelada operava não só em Portugal, mas também na vizinha Espanha, na Itália, no Reino Unido e na Alemanha, segundo dados apurados pelo SEF, em colaboração com as autoridades dos diferentes países e com a EUROPOL. 

A acusação deverá agora incidir nos crimes de tráfico de pessoas, lenocínio, furto qualificado, roubo, falsificação de documentos e extorsão.


Opinião


Multimédia

Cheesecake com manjericão e doce de tomate

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 15 Comentar
ordenar por:
mais votados
e na capital?
E no Porto?
não actuam?
só no interior?
E a alta prostituição nas grandes cidades, principalmente na capital? Aí não incomodam as meninas?
Estarão protegidas?
é óbvio que sim...
Desmantelamento?
Título demasiado pomposo e estimulante para o SEF, para organização com tentáculos tão vastos.
Justiça
A meu ver, não há anos de cadeia suficientes que paguem tal crime. A meu ver, como já é sabido a justiça portuguesa, vai dizer a estes senhores. Portem-se bem e vão aparecendo por cá. Daqui a uns anitos talvez se consiga um julgamento
A arca do...
quinhentinhos continua a fornecer a melhor fruta do Poko carago...

Precurem ao conselheiro.
e tráfico de gais?''
NADA?
Investiguem...
...os anuncios de jornal associados às fotografias dos traseiros de "massagistas" e talvez identifiquem alguns...proxenetas.

NO ALGARVE
Muita gente sabia que estas desgraçadas actuavam na zona de Boliqueime. Terra do nosso Cavaco. No Verão era visível a quem lá passava.

http://oanaogigante.blogs...

Eu;só exijo;que todos esses bandidos;sejam presos.
Eu só exijo que todos esses bandidos;sejam presos/e que fique o exemplo;para os que por aí comecem a saber;que por aí tem lei..??será..??até quando..??cpts..kantiflas.
È A MÃO DO BERLUSCONI...
..Eu sei que é o Berlusconi quem està por detràs desta rede de prostitutas.
Uma Forma ...
... de Escravatura miserável, realizada por gente miserável, que utilizam sistemas miseráveis para explorar outros seres humanos.
A justiça portuguesa não é suficiente para acabar com estes miseráveis; nem a polícia é suficiente para acabar com estes miseráveis.
Estes miseráveis não param frente a nada para realizar suas miseráveis atividades.
Leio a noticia e já se sabe que essas organizações de escravatura humana não vão acabar enquanto não se cortar o MAL pela raiz.
Bem...
Estava a tomar um café numa esplanada do Centro de Porto Alegre, quando me apareceu uma fulana de uns 18 a 20 anos, se não menos.
Perguntou-me se queria ir e que eram só dez reais pelo servicinho completo.
Respondi-lhe que lhe dava vinte e lhe pagava o ónibus, ida e volta, se me fosse fazer uma limpesa em casa, porque a diarista estava de doente.
Olhou-me de alto a baixo, com um ar de desprezo e zarpou, sem sequer responder.
Muitas destas vagabundas andam na vida, porque são relaxadas e preguiçosas. Falar-lhes em trabalho é ofensa.
A meu ver, a prostituição devia legalizada e mais, controlada pelo Estado, sendo elas obrigadas a carteira de trabalho e sanidade, a residência declarada, a inspecções médicas semanais, a serem obrigadas a mostrar a carteira de sanidade quando exigido pelo cliente, bem como a declarar os rendimentos ao fisco, como qualquer trabalhador, já que se dizem profissionais do sexo.
Com estas medidas baixavam a criminalidade, a propagação de doenças e aumentavam as receitas do Estado, uma vez que este seria obrigado a criar uma estrutura sanitária específicapara as "meninas".
José Adolfo Coelho acerca da escravatura branca

José Adolfo Coelho, foi um reputado jornalista que se especializou na investigação criminal.
É dele o livro:
"Ópio Cocaína e Escravatura Branca".

Transcrevo o recorte:
«Os traficantes de droga são simultaneamente traficantes de carne humana»
(pag 255)

Pode ler-se ainda, nas páginas 254 e 255:
«Pode escrever-se afoitamente que a droga é, hoje, um dos meios mais poderosos de que se servem os traficantes de brancas para arrastarem para a prostituição grande número de mulheres.
Em muitos casos as recalcitrantes, aquelas que de modo algum desejam filiar-se na legião do vício, são drogadas à força, e quando voltam a si da embriaguês do tóxico, encontram-se num bordel, estigmatizadas pela ignomínia».
             
portugal pais que vive da prostutuição
amigos e amigas ,é vergonhoso hoje em dia nos jornais mais se ve pelo correiuo da manha paginas cheias de norte a sul de portugal numeros de tewlefone moveis e ate de trabalho como acompanhantes,isto que se ve neste jornal não é nada comparado em todo o pais sao pessoas de varios paises, na prostutuição e venda de mulheres e trocas,,deviam as autoridades fazer uma operaçao a nivél nacional ,isto iria mexer com todos ate de gente forte no pais e nos paises do mundo,,deviam começar já ,mas o pais que nos vivemos só mostra que aprova tudo que se faz,vejam os anuncio nos jornais portugal um pais de porcos,traficantes de droga e mulheres,senhor presidente e governo tenham vergonha,não passem o tempo a comer e a beber e a jogar golfe,pois amanha pode ser a sua filha na rede da droga e da prostutuiçao e ate sao raptadadas para serem usadas na protutuiçao e comercio e trafico ,é uma vergonha para este pais e para o mundosomos um pais que ama e respeita as familias com dignidade,,onde esta a coragem ou so tem coragem para roubar e prender inocentesisto se chama ao meu pais um portugal adormecido na luxuria e na proosutuição e no dinheiro que ganham na droga e na prostutuiçao.boa tarde
Re: portugal pais que vive da prostutuição
portugal pais que vive da prostutuição
parabens ao jornal expresso,pelo tema que nos aflige em portugal e no mundo,ainda somos humanos,que este jornal continue a expor tudo que destroi a raça humana dos valores basicos dos valores das familias decentes,que estamos a ficar sem nada,mas vos digo que está prestes a mudar,em breve,e todo o mundo vai se alegrar e envergonhar de tudo que permitio,e nao vale a pena se incriminar daquilo que podia fazer e não fez,pois foi tarde,devemos sim vendo estas noticias e começar já. para bens a todos do jornal expresso muito exito e coragem
Comentários 15 Comentar

Últimas

Ver mais

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub