17 de abril de 2014 às 8:19
Página Inicial  ⁄  Desporto  ⁄  Secretária de Pereira Cristóvão constituída arguida

Secretária de Pereira Cristóvão constituída arguida

Depois de Paulo Pereira Cristóvão e Rui Martins, ex-funcionário do antigo vice-presidente do Sporting suspeito de ter feito um depósito na conta do árbitro assistente José Cardinal, processo tem mais um arguido.
Bruno Roseiro e Rui Gustavo (www.expresso.pt)
Paulo Pereira Cristovão mantém a inocência José Sena Goulão/Lusa Paulo Pereira Cristovão mantém a inocência

A secretária de Paulo Pereira Cristóvão, Liliana Caldeira, foi constituída arguida no 'caso Cardinal', juntando-se ao antigo vice-presidente do Sporting e ao ex-funcionário Rui Martins. A notícia foi avançada pela TVI e confirmada pelo Expresso ao início da noite.

De acordo com o canal, Liliana Caldeira terá alegadamente comprado os bilhetes de avião para Rui Martins viajar até à Madeira, com intenção de fazer um depósito de dois mil euros na conta do árbitro assistente José Cardinal, além de ter efetuado o levantamento do dinheiro em notas da tesouraria do clube (para pagar com moradas falsas) e de ter assegurado boleia ao também arguido até ao aeroporto.

"Não violarei o segredo de justiça"


Na entrevista à TVI, Pereira Cristóvão foi ainda questionado sobre as ligações da Primuslex - empresa do ex-inspetor da PJ - com a Right Express, firma de Rui Martins, um antigo funcionário do ex-vice-presidente leonino e membro de uma das claques do Sporting.

Perante alegadas provas que mostram que a técnica de contas das empresas é a mesma pessoa e que a Primuslex teria estado no ato de criação da Right Express, Cristóvão negou ligações entre ambas. "Já respondi a todas essas questões à juiza. Quando prestei declarações, fui sem saber nada do processo e o que existe são indícios, não provas práticas. O ato de criação não foi assim mas não violarei o segredo de justiça como tem sido feito todos os dias por alguns jornais", explicou.

Ao mesmo tempo, salientando a total soldarieda de todos os companheiros de direção, Pereira Cristóvão voltou a mostrar-se inocente de todas as acusações e deixou um desabafo: "Só espero que o processo seja aberto para que o máximo de pessoas veja o que está lá".

Comentários 2 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
Aldrabões e salafrários!
Servem-se do Sporting e ainda querem aldrabar a opinião pública!
Solteira
Só desejo que nao aconteca como na maioria dos casos que a culpa morre solteira ou que ainda venham a receber alguma indimenizacao choruda por danos morais etc etc.
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub