Anterior
Noruega, um país de oportunidades
Seguinte
Obama não acredita no fim do euro
Página Inicial   >  Economia  >   "Se alguém olha para os custos é o Professor Doutor Vítor Gaspar"

"Se alguém olha para os custos é o Professor Doutor Vítor Gaspar"

Ricardo Salgado, presidente do BES, demarcou-se das críticas de Fernando Ulrich a Vítor Gaspar, que considera ser "o ministro das Finanças mais rigoroso dos últimos anos".
Lusa |
Presidente do BES elogiou Vítor Gaspar
Presidente do BES elogiou Vítor Gaspar / Luiz Carvalho

O presidente do BES, Ricardo Salgado, disse hoje que Vítor Gaspar é "o ministro das Finanças mais rigoroso dos últimos anos", considerando que "se alguém olha para os custos é o Professor doutor Vítor Gaspar".

Confrontado com as críticas feitas recentemente pelo presidente do BPI, Fernando Ulrich, sobre a escolha de consultores internacionais pelo Governo, Salgado limitou-se a elogiar o "rigor" do ministro das Finanças.

"Acho que temos o ministro das Finanças mais rigoroso dos últimos anos. E pode pôr muitos anos nisso", afirmou Ricardo Salgado, na conferência de imprensa de apresentação dos resultados.

O presidente do BES declarou que "se alguém olha para os custos é o professor doutor Vítor Gaspar".

Críticas de Fernando Ulrich


O presidente do Banco BPI criticou, na semana passada, os custos que o banco tem que suportar com os consultores internacionais escolhidos pelo Ministério das Finanças e pelo Banco de Portugal, defendendo que sejam escolhidos consultores portugueses.

"É lamentável numa altura em que estamos a reduzir custos, e em boa parte custos com pessoal, ter que andar a pagar milhões de euros aos consultores externos, alguns que vêm de Londres, o que se torna ainda mais difícil de perceber, já que nem à zona euro pertencem", afirmou Fernando Ulrich, presidente do BPI, na conferência de imprensa de apresentação dos resultados semestrais.

"Só por causa do plano de capitalização tivemos 2,3 milhões de euros de custos com os consultores escolhidos pelo Ministério das Finanças. Mais 200 mil euros para o programa de inspeções do Banco de Portugal. No total, desde o ano passado, a fatura dos consultores escolhidos pelas autoridades portuguesas chegou a 5,3 milhões de euros", revelou Ulrich.


Opinião


Multimédia

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.

Ó Capitão! meu Capitão! ergue-te e ouve os sinos

Ele foi a nossa ama... desajeitada. Ele foi o professor que nos inspirou no liceu. Ele trouxe alegria, mesmo nas alturas mais difíceis. Ele indicou-nos o caminho na faculdade. Ele ensinou-nos a manter a postura, mas também a quebrar preconceitos. Ele ensinou-nos que a vida é para ser aproveitada a cada instante. Ó capitão, meu capitão, crescemos contigo e vamos ter de envelhecer sem ti. 

Crumble. A sobremesa mais fácil do mundo

Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida, especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 47 Comentar
ordenar por:
mais votados
Quem a sabe toda é o Ricardinho...!
Enquanto Fernando Ulrich criticou o Engenheiro Sócrates Ricardo Salgado era o conselheiro do mesmo.
Enquanto Fernando Ulrich criticou Victor Gaspar, Ricardo Salgado diz que ele é que sabe.
Moral da história:
Quem a sabe toda é o Ricardinho...!
Re: Quem a sabe toda é o Ricardinho...!
Re: Quem a sabe toda é o Ricardinho...!
Re: Quem a sabe toda é o Ricardinho...!
Re: Quem a sabe toda é o Ricardinho...!
Re: Quem a sabe toda é o Ricardinho...!
Se alguém olha para os custos é o Professor Doutor
Fraco argumento o de Ricardo Salgado. Não se pode contra-argumentar alguém dizendo que outro é a pessoa mais rigorosa que se conhece, quando o primeiro acena com números explícitos. Números combatem-se com números.
Re: Se alguém olha para os custos é o Professor Do
Re: Se alguém olha para os custos é o Professor Do
Banqueiro políticos? - Só nos faltava isto!!!!
Até onde nos leva esta atitude dos banqueiros?

Será porque agora temos banqueiros políticos, ou porque os políticos se transformaram em banqueiros?!!!

Pobre de nós que não sabemos para que lado fugir à ventania da falta de profissionalismo e competência política!
QUE SE LIXEM,
os banqueiros e os seus bancos!!!!!!!!!!!!!!!
nós contribuintes , não queremos saber dos bancos em dificuldade.
Mas que treta é esta que agora os banqueiros ou os seus representantes dizem ou desdizem sobre a política económica ou financeira do País?
JÁ CHEGA-BPN + BPP + PPP+ A P-QUE OS PARIU.
Temos que correr com o Passos Coelho e a sua quadrilha que eu infelizmente ajudei a pôr no poleiro e acabar com esta "sangria desatada".
AHAHAHAH
Que grande lambedor de sorvete mais o cone.
Re: AHAHAHAH
Documentário "Os donos de Portugal"
O dono de Portugal falou!

  The "Uncrowned King"!
Re: Documentário
Quem sabe é o fantasminha !!

O que consta é que o Gaspar impõe quem deve dar assistência e assessoria.

Os da EDP levaram mais de 20 milhões, os dos Bancos cobram milhões por entidade.

Pelo vistos o Ricardo só não se importa que sejam os amigos de Gaspar e Borges, porque os preços já vimos... são cagativos !!
Lambe botas nojento!
Este idiota não tem mesmo vergonha nenhuma na cara! Já foi amante do Sócrates e agora mete-se na cama com o PSD ... tudo vale enquanto os governos forem roubando o povo para lhe sanar as contas do seu falido império ....
Custos com consultores ingleses.
Podem parecer exagerados os custos com os consultores ingleses, mas se estes cumprirem o seu papel de garantir a correcta capitalização da banca nacional valerá bem a pena todo o dinheiro gasto, como, do mesmo modo, os ingleses deram por bem empregue as importâncias gastas com o "consultor" português José Mourinho, quando em causa estava apenas a paixão futebolística e não a segurança dos depositantes e dos contribuintes em geral.
Nem concordo ccom um nem com outro
O BPI queria consultores influenciáveis, por isso queria os nacionais.

O BES acha muito bem porque está cheio de divida pública e convém agradar ao Governo.

Se contratam consultores internacionais de fora da zona euro, acho muito bem, Assim temos 2 opiniões, uma Inside e outra Outside.

Quanto ao Vitor Gaspar, gostos politicos à parte, acho que é um excelente profissional e ainda bem que o temos.
Re: Nem concordo ccom um nem com outro
Re: Nem concordo ccom um nem com outro
Victor Gaspar sabe do que errado se passou em
Portugal; li alguns artigos que publicou acerca de PT ha uns anos atras e fiquei com a sensacao de que, em termos economicos tem uma ideia clara, repito, das causas do descalabro economico em que nos econtramos. Ja o ministro de economia nao sei. So li um livro que publicou e diz uma ou outra coisa interessante acerca de PT, mas pouco sei dele. Nao sei se Victor Gaspar tem experiencia politica, mas a politica nacional esta tao minada, salva raras excepcoes, por corruptos, incompetentes, mentirosos e idolatras que julgo nao ser dificil fazer um bom trabalho, apesar de nao ser facil devido a presente conjectura economica.
Re: Victor Gaspar sabe do que errado se passou em
Re: Victor Gaspar sabe do que errado se passou em
Re: Victor Gaspar sabe do que errado se passou em
"Professor Doutor Vítor Gaspar"
Não há pachorra para palhaços com este "Professor Doutor" que andou pelo Banco de Portugal a olhar para o lado enquanto os seus comparsas roubavam a população.

...
Re:
LOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOL
Re: "Se alguém olha para os custos é o Professor D
Deve de ter ficado com a lingua cheia de aftas, tal não foi a lambidela ...
O Salgado sabe-a toda
No tempo do seu ídolo Sócrates e do seu lacaio Teixeira dos santos eles eram os maiores. Pudera, em tudo o que era ppp ou grande obra publica o Salgado estava lá a mamar. Agora que os seus ídolos se foram há que apanhar o barco, para que a mama não se acabe. Ulrich só prova que tem coluna vertebral intacta e que não precisa de andar a mamar para conseguir que o BPI seja uma instituição de respeito. Já repararam que não há trafulhice (tipo operações furacão , portucale e facturas em carrosselem que o BES não apareça envolvido?
ESTAMOS F*****
QUANDO UM PATRÃO BANQUEIRO DIZ ISTO DE UM MINISTRO,ESTAMOS F******. VAMOS PAGAR ALGUMA COISA...
Comentários 47 Comentar

Últimas

Ver mais

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub