Anterior
Alerta de tsunami cancelado
Seguinte
Mineiros peruanos foram resgatados
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >  Sarkozy e Marine le Pen em restaurantes portugueses

Sarkozy e Marine le Pen em restaurantes portugueses

Marine le Pen diz que os portugueses são a comunidade estrangeira de França que é mais sua amiga e vai regularmente comer ao restaurante português Chez Tonton. Para não ficar atrás, Nicolas Sarkozy foi ontem almoçar ao Quinta do Galo.
|
"Gostei muito da comida", disse Nicolas Sarkozy depois do almoço no restaurente português nos arredores de Paris
"Gostei muito da comida", disse Nicolas Sarkozy depois do almoço no restaurente português nos arredores de Paris
No interior do Chez Tonton, são bem visíveis as referências a Marine le Pen

Os luso-descendentes com direito de voto nas eleições presidenciais francesas são algumas centenas de milhar, mas todos os votos contam.

 A candidata da extrema-direita, Marine le Pen, segue as pisadas do pai, Jean-Marie, e vai regularmente comer ao  restaurante português Chez Tonton, em Nanterre, nos arredores de Paris, ao lado da sede do seu partido, a Frente Nacional. Os patrões do restaurante gostam dela e ela adora os portugueses. "Penso que a comunidade portuguesa de França é, entre todas, a mais minha amiga", costuma dizer Marine le Pen quando fala aos jornalistas portugueses.

Quanto a Nicolas Sarkozy, que continua em atraso em relação ao seu rival socialista François Hollande nas previsões de voto para a segunda volta das presidenciais, a 6 de maio, também tenta caçar votos na comunidade portuguesa. Ontem, o Presidente em busca da reeleição foi almoçar ao Quinta do Galo - Chez Anna, em Drancy, igualmente na periferia da capital francesa.

"Gostei muito da comida", disse Nicolas Sarkozy, depois do almoço. Os seus serviços divulgaram, hoje, algumas fotos dele no restaurante.

 Mas para cativar os portugueses Marine Le Pen leva algum avanço. "Se ganhar as eleições não vou ao chique Fouquet's, como fez Sarkozy em 2007, irei Chez Tonton, um pequeno restaurante português atraente e simpático ao lado da nossa sede", disse, há dias.


Opinião


Multimédia

Quase ninguém ficou em casa

Foi num 25 de Abril como o deste sábado, mas há 40 anos e numa liberdade então recentemente tomada: a 25 de Abril de 1975, Portugal testemunhou as primeiras eleições livres e universais após quase meio século de ditadura. Estas são as histórias, os retratos, os apelos e as memórias de um tempo que mudou o rosto do país.

Edwin. O rapaz que aprendeu a sonhar

O que Edwin sabia sobre a vida era sobreviver. Na cabeça dele não cabiam sonhos e os dias eram passados à procura de comida para ele e para a mãe e para o irmão. A fome espreitava nos cantos da barraca de palha no Quénia e ele escondia-se dela como podia - chupar as pedras era uma forma de a enganar. Mas a sorte dele mudou porque alguém viu nele outra coisa. E tudo começou numa dança. Agora, os mesmos dedos que agarravam as pedras tocam hoje teclas de um piano Bechstein. E os pés dele já não estão nus mas calçados. Com chuteiras. Primeiro no Benfica, agora no Estoril, o miúdo de 15 anos que fala como gente grande descobriu que tinha um sonho: ser futebolista. Como Drogba.

26 mil esferográficas, 14 mil urnas e 760 quilos de lacre. Os números de uma eleição histórica

Mais de mil caixas de lacre foram usadas pelas secções de voto que por todo o país, no dia 25 de abril de 1975, recolheram os boletins de milhões de eleitores. O Expresso percorreu os quatro mapas de despesas das eleições para a Assembleia Constituinte, elaborados pelo STAP, para saber quanto dinheiro esteve envolvido, onde e como foi gasto. Cada valor em escudos foi convertido para euros a preços correntes, tendo em conta a inflação. 

Todas as ilhas têm a sua nuvem

Raul Brandão chamou-lhe 'A Ilha Branca'. Como viajante digo que tem um verde diferente das outras oito que com ela formam o arquipélago dos Açores. É tenra, mansa, repousante e simultaneamente desafiante. Esconde segredos como a lenda da Maria Encantada e um vulcão florestado a meio do século passado que nos transporta para uma dimensão sulfurosa e mágica. Obrigatória para projetos de férias de natureza.

Em três quartos de hora não se esquece só a idade. "Esquece-se o mundo"

Maria do Céu dá três voltas ao lar sempre que pode. Edviges vai a todos os velórios, faz hidroginástica e sopas de letras. António dá um apoio na Igreja e nos escuteiros. Tudo é uma ajuda para passar os dias quando se tornam todos iguais. No Pinhal Interior Sul, a região mais envelhecida da União Europeia, quase um terço da população tem mais de 65 anos. Os mais velhos ficaram, os mais novos partiram.

Profissão: Sniper

O Expresso foi ver como são selecionados, que armas usam, para que missões estão preparados os snipers da Força de Operações Especiais do Exército. São uma elite dentro da elite. Um pelotão restrito. Anónimo. Treinam diariamente com um único objetivo: eliminar um alvo à primeira, mesmo que esteja a centenas de metros. Humano ou material. Sem dramas morais, dizem.

Xarém com conquilhas

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione com esta nova receita.

O que se passa dentro da cabeça dele

O que leva um tipo a quem iam amputando uma perna a regressar ao sítio onde os ossos se desfizeram, uma e outra vez, e testar os limites do seu corpo? Resposta: a busca pelo salto perfeito, que ele diz existir dentro dele e que ele encontrará mais dia menos dia. É a fé e a confiança que o movem e o levam a pular para lá do que é exigido a um campeão olímpico e mundial que não tem mais nada a provar a ninguém - a não ser a ele próprio. Este é um trabalho que publicámos em agosto de 2014, quando o saltador se preparava para os Europeus e falava das metas que tinha traçado para 2015 e 2016: mostrar que não estava acabado. Sete meses depois, provou-o no Europeu de pista coberta em Praga, onde venceu este fim de semana.

Amadeu, que aprendeu o mundo no campo e tinha o coração na ponta dos dedos

Em Portugal, a dedicação à língua mirandesa tem nome próprio: Amadeu Ferreira, o jurista da CMVM que - quando todos diziam que "era uma loucura impossível" - arranjou tempo para traduzir "Os Lusíadas", a "Mensagem", os quatro Evangelhos da Bíblia e ainda duas aventuras do Asterix para uma língua que pertence a um cantinho do nordeste português e é falada por menos de 15 mil pessoas. No final de 2014 deu ao Expresso aquela que viria a ser a sua última entrevista. Morreu no passado domingo e esta quinta-feira foi lançada a sua biografia, "O fio das lembranças", com quase 800 páginas.

Temos 16 imagens que não explicam o mundo, mas que ajudam a compreendê-lo

O júri do World Press Photo queria dar o prémio maior da edição deste ano (e talvez das edição todas) a uma fotografia com "potencial para se tornar icónica". A primeira imagem desta fotogaleria, por ser "esteticamente poderosa" e "revelar humanidade", é o que o júri procurava. A fotografia de um casal homossexual russo, a grande vencedora, é a primeira de 16 imagens de uma seleção onde há Messi desolado, migrantes em condições indignas no Mediterrâneo, a aflição do ébola, mistérios afins e etc - são os contrastes do mundo.

Vamos falar de sexo. Seis portugueses revelam tudo o que lhes dá prazer na cama

Neste primeiro episódio de uma série que vai durar sete semanas, seis entrevistados falam abertamente sobre aquilo que lhes dá mais satisfação na intimidade. Sexo em grupo, sexo na gravidez, prazer sem orgasmo e melhor sexo após a menopausa são alguns dos temas referidos nos testemunhos desta semana. O psiquiatra Francisco Allen Gomes explica ainda a razão de muitas mulheres fingirem o orgasmo. O Expresso e a SIC falaram com 33 portugueses que deram a cara e o testemunho de como são na cama. Ao longo das próximas sete semanas, contamos-lhe tudo.

Elvis. Gostamos ou não gostamos?

Ele não é consensual, mas é incontornável. Dispunha de penteado majestoso e patilha marota, aparentava olhar matador e pose atrevida. E deixou canções: umas fáceis e outras nem tanto, por vezes previsíveis e às vezes inesperadas, ora gentis ora aceleradas. E ele, Elvis, nasceu em janeiro de 1934 - há precisamente 40 anos, ao oitavo dia. Temos quatro textos sobre o artista: Nicolau Santos, Rui Gustavo, Nicolau Pais e João Cândido da Silva explicam o que apreciam, o que toleram e o que não suportam.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

Desfile de vedetas

Saiba tudo sobre os modelos concorrentes ao Carro do Ano 2015/Troféu Essilor Volante de Cristal. Conheça o essencial sobre os 20 automóveis participantes nesta iniciativa, da estética, às características técnicas, do preço ao consumo. A apresentação ficará completa no dia 3 de janeiro.


Comentários 43 Comentar
ordenar por:
mais votados
É natural serem adorados pelos exploradores
Os portugueses, através dos tempos sempre se habituaram a servir de capacho aos Senhores que os exploram. Querem é safar "o deles" seja de que maneira for, como os Senhores dão as maiores gorjetas é a eles que servem. Sem dignidade, sem compromisso, sem nada mais no horizonte de uma vida do que ganharem uns tristes cobres. Vendem-se aos Le Pens ou a outros qualquer que apareça pela frente.
Re:Que tristeza...
Re: Re:Que tristeza...
Re:Que tristeza...
Re: Re:Que tristeza...
Re: É natural serem adorados pelos exploradores
DEVE SER MELHOR A PAPAROCA ...
Que estes dois indigestos candidatos ...

E já agora ...

Saberá a ainda primeira-dama de França estrelar um ovo ? ...
Re: DEVE SER MELHOR A PAPAROCA ...
Re: DEVE SER MELHOR A PAPAROCA ...
Independentemente das opções políticas.
Quando se quer comer bem e beber um bom vinho, só numa cozinha Portuguesa com certeza.

...
Vacances em Auschwitz
As politicas de imigração do governo Francês de 2009 e 2010 deixaram muita gente em alerta, sim é verdade, mas o nacional socialismo no sec. XXI já não é o mesmo do de 1938's... está mais tolerante.
Alguém chegou a conclusão que uma facada do lado esquerdo dói o mesmo que um pontapé nas costas do lado direito. E que a exclusão social seja de quem for, não resolve os problemas de ninguém, muito pelo contrario fomenta a criminalidade violenta, o que é prejudicial para a sociedade no seu todo.
À Margem de Mon Ami...
Deixo as eleições para os franceses…a minha opinião já a exprimi no jornal
France Soir. Permito-me lembrar, aqui e agora, a morte do 1º. Presidente da Argélia, Ahmed Ben Bella; ão por razões sentimentais de culto, que não é o caso, mas sim, para lenbrar o homem que não foi leal para Portugal, acoitando no seu território, numa nítida afronta a Portugal, toda a pleia de gente sem valor nem sentimento pátrio, especialmente
Os habituais “Srs. Do contra” enfeudados à URSS.: aqui fica o comentário que publiquei em dois jornais franceses-Le Fígaro e Le France Soir:
« Pas un ami-du tout »!
Pour nous, les portugais, il reste, toujouras, un nuage sur cet'homme:
Il a accueilli des terroristes et déserteurs, portugais, venus, surtout, d'Angola.
Ça nous a fait trop de mal ! Beaucoup d'eux, sont, encore , vivants, et, malheureusement, sont bién connus !
Re: À Margem de Mon Ami...
Re: À Margem de Mon Ami...
Re: Soyons...sages|!
Re: À Margem de Mon Ami...
Mentiu
Re: Mentiu
Mal empregues...
... especialidades gastronómicas lusas. Ainda por cima foram parar a tão infames estômagos. Perdão, panças. Uma, de uma loura platinada tresloucada, filha de um nazi que se acha a Marianne do século XXI e q quer transformar a Gália numa Aushwitz. Outra, pertencente a um tonhó armado em Rei Sol, traído pela primeira mulher, que "publicou um livro" contra ela para lavar roupa suja em público (mais uma manobra de campanha) e persegue jornalistas a sério enquanto atira areia aos olhos do povão com um "casamento feliz" forjado à pressa avec une ex-top-model que dormia com todos. Sabem que mais? Quero é que esse Nicolau e essa Mariana vão mas é ter uma indigestão. Pobre França.
Re: Mal empregues...
Isto sim, é uma vergonha!!!
Esta hipocrita simpatia de Marine Le Pen, pelos portugueses, residentes em França é a reconhecimento publico de que nos nossos restaurantes se encontra um discurso e um ambiente indiscutivelmente fascista e neo-nazi: uma VERGONHA!!!
Nicolas Sarkosy, em desespero perante as sondagens, procura apanhar quantos votos puder -- mesmo o voto dos filhos dos emigrantes. Como é habitual, logo esquecera as promessas que tiver de fazer agora -- so que a memoria portuguesa é curta, presa na ardilosa alienação do capitalismo ( vêr: http:filosofiaxauteriana.wordpress.com ).
Que tanto em França, em Portugal ou nos restantes paises da União Europeia não se esqueça: DINHEIRO NEM FALTA, AQUILO QUE FALTA E UMA JUSTA REPARTICÃO DAS RIQUEZAS!!!
Re: Isto sim, é uma vergonha!!!
Re: Isto sim, é uma vergonha!!! IMBECIL!!!
Re: Isto sim, é uma vergonha!!! IMBECIL!!!
Contradições ou talvez não
Então a M.me Le Pen e o Mr. Sarkozy frequentam casas da "racaille"?
Na verdade a maioria dos emigrantes radicados em França até vota na direita radical e na extrema direita... e gostam de chamar "racaille" aos magrebinos (o nível mais baixo da 'cadeia alimentar').
Re: Contradições ou talvez não/ Certo.
Re: Contradições ou talvez não/ Certo.
Re: Contradições/ Certo/ Và chamar...
Re: Contradições/ Certo/ Và chamar...
Re: Contradições ou talvez não/ Certo.
Re: Contradições/ Certo/Sobreviva desse...
Re: Contradições/ Certo/Sobreviva desse...
O pior concelheiro é a ignorãncia
Assim anda a politica no mundo, e nesta altura de eleições até o cego consegue ver! as promessas que se fazem em Portugal, o ignorante até acredita, mas não só! o politico tambem se conence que o tacho não acaba e como tal o resuldato é este, ignorância total.
Drancy campos
Para quem conhece a historia da França, Drancy no norte de Paris foi durante a 2° guerra um campo de concentraçao, para aonde eram levados os judeus antes de serem entregues ao nazis, a m lepen penso que no seu almoço devia ter bebido bem e esqueceu-se deste promenor, esta mulher é pior que o pai porque ele ainda tinha humor o Luis Rego que o diga enquanto ela cuidado, os portugueses nao pensem que ela gosta muito deles, porque no dia que as coisas se complicarem os portugueses vao de malas aviadas, mas a ignorancia dos portugueses é grande, ja se esqueceram que ha uns anos o governo frances dava 10 000 francos 1500 euros para os portugueses regressarem para o seu pais.
Pois... os Franceses!
Na minha primeira viagem a Paris em 1983, andava com uns amigos por uma zona adjacente a St Maur à procura de um local onde podessemos passar o resto da noite (jantar e dançar). Lá encontramos o sitio pretendido, chegamos à entrada... o espanto. Havia um letreiro que dizia: PROIBIDA A ENTRADA A CÃES E A PORTUGUESES.
Re: Pois... os Franceses-ne sont pas, comme ça
Re: Pois... os Franceses!
Re: Pois... os Franceses!/ FALSO!!!
Os portugueses fora de Portugal
São os grandes embaixadores de Portugal pelo mundo fora.
Aqui está mais uma prova.
Re: Os portugueses fora de Portugal
Ainda bem......
Fico feliz. Ainda bem. Para eles que se defrontam com o que gastronomicamente há de melhor no Mundo, com os restaurantes que não os vêem entrar noutros estabelecimentos, com os portugueses que sejam o que forem são "Nós" ou parte de NÓS", com Portugal que melhor ou pior, nem que sejam em relatos e colunas de apoio ou crítica ao falrem deles falam da origem da gastronomia e dos que são donos e trabalham nesses locais. É sempre bom. Pena tenho é que não seja acto praticado por todos os outros intervenientes de todas as outras facções políticas da extrema direita à extrema esquerda, da monarquia aos republicanos, dos autocratas aos anarcas.... É sempre bom. Aos respectivos donos, Parabéns pois numa cidade como Paris, chamar a atenção de alguém neste mundo é obra. Algo lá, certamente é bom. Quanto mais não seja o serviço....
Feliz Dia do Beijo a todos
Um beijo aos meus queridos irmãos de quem tenho saudades. Quanto aos restantes comentadores, um conselho: antes de pensarem em discutir com a cara-metade, dêem-lhe um beijo de cortar a respiração. Dá saúde não custa dinheiro e é um final feliz.
Caríssimos
Esta gente servem-se dos portugueses para agariar votos, mas não se lembraram confraternizar com Portugueses quando combinaram com a Alemnaha os juros astronómicos que iam pedir-nos pelo empréstimo. Caríssimos nós em www.movimentopartidoiberico.com queremos por fim a este abuso constante sobre nós. Faça o seu REGISTO e ajude-nos a acabar com esta pouca vergonha que é o roubo constante do nosso suor e terabalho.
Comentários 43 Comentar

Últimas

Receba a nova Newsletter
Ver Exemplo

Pub