Anterior
Alerta de tsunami cancelado
Seguinte
Mineiros peruanos foram resgatados
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   Sarkozy e Marine le Pen em restaurantes portugueses

Sarkozy e Marine le Pen em restaurantes portugueses

Marine le Pen diz que os portugueses são a comunidade estrangeira de França que é mais sua amiga e vai regularmente comer ao restaurante português Chez Tonton. Para não ficar atrás, Nicolas Sarkozy foi ontem almoçar ao Quinta do Galo.
|
"Gostei muito da comida", disse Nicolas Sarkozy depois do almoço no restaurente português nos arredores de Paris
No interior do Chez Tonton, são bem visíveis as referências a Marine le Pen

Os luso-descendentes com direito de voto nas eleições presidenciais francesas são algumas centenas de milhar, mas todos os votos contam.

 A candidata da extrema-direita, Marine le Pen, segue as pisadas do pai, Jean-Marie, e vai regularmente comer ao  restaurante português Chez Tonton, em Nanterre, nos arredores de Paris, ao lado da sede do seu partido, a Frente Nacional. Os patrões do restaurante gostam dela e ela adora os portugueses. "Penso que a comunidade portuguesa de França é, entre todas, a mais minha amiga", costuma dizer Marine le Pen quando fala aos jornalistas portugueses.

Quanto a Nicolas Sarkozy, que continua em atraso em relação ao seu rival socialista François Hollande nas previsões de voto para a segunda volta das presidenciais, a 6 de maio, também tenta caçar votos na comunidade portuguesa. Ontem, o Presidente em busca da reeleição foi almoçar ao Quinta do Galo - Chez Anna, em Drancy, igualmente na periferia da capital francesa.

"Gostei muito da comida", disse Nicolas Sarkozy, depois do almoço. Os seus serviços divulgaram, hoje, algumas fotos dele no restaurante.

 Mas para cativar os portugueses Marine Le Pen leva algum avanço. "Se ganhar as eleições não vou ao chique Fouquet's, como fez Sarkozy em 2007, irei Chez Tonton, um pequeno restaurante português atraente e simpático ao lado da nossa sede", disse, há dias.


Opinião


Multimédia

Cheesecake com manjericão e doce de tomate

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 43 Comentar
ordenar por:
mais votados
É natural serem adorados pelos exploradores
Os portugueses, através dos tempos sempre se habituaram a servir de capacho aos Senhores que os exploram. Querem é safar "o deles" seja de que maneira for, como os Senhores dão as maiores gorjetas é a eles que servem. Sem dignidade, sem compromisso, sem nada mais no horizonte de uma vida do que ganharem uns tristes cobres. Vendem-se aos Le Pens ou a outros qualquer que apareça pela frente.
Re:Que tristeza...
Re: Re:Que tristeza...
Re:Que tristeza...
Re: Re:Que tristeza...
Re: É natural serem adorados pelos exploradores
DEVE SER MELHOR A PAPAROCA ...
Que estes dois indigestos candidatos ...

E já agora ...

Saberá a ainda primeira-dama de França estrelar um ovo ? ...
Re: DEVE SER MELHOR A PAPAROCA ...
Re: DEVE SER MELHOR A PAPAROCA ...
Independentemente das opções políticas.
Quando se quer comer bem e beber um bom vinho, só numa cozinha Portuguesa com certeza.

...
Vacances em Auschwitz
As politicas de imigração do governo Francês de 2009 e 2010 deixaram muita gente em alerta, sim é verdade, mas o nacional socialismo no sec. XXI já não é o mesmo do de 1938's... está mais tolerante.
Alguém chegou a conclusão que uma facada do lado esquerdo dói o mesmo que um pontapé nas costas do lado direito. E que a exclusão social seja de quem for, não resolve os problemas de ninguém, muito pelo contrario fomenta a criminalidade violenta, o que é prejudicial para a sociedade no seu todo.
À Margem de Mon Ami...
Deixo as eleições para os franceses…a minha opinião já a exprimi no jornal
France Soir. Permito-me lembrar, aqui e agora, a morte do 1º. Presidente da Argélia, Ahmed Ben Bella; ão por razões sentimentais de culto, que não é o caso, mas sim, para lenbrar o homem que não foi leal para Portugal, acoitando no seu território, numa nítida afronta a Portugal, toda a pleia de gente sem valor nem sentimento pátrio, especialmente
Os habituais “Srs. Do contra” enfeudados à URSS.: aqui fica o comentário que publiquei em dois jornais franceses-Le Fígaro e Le France Soir:
« Pas un ami-du tout »!
Pour nous, les portugais, il reste, toujouras, un nuage sur cet'homme:
Il a accueilli des terroristes et déserteurs, portugais, venus, surtout, d'Angola.
Ça nous a fait trop de mal ! Beaucoup d'eux, sont, encore , vivants, et, malheureusement, sont bién connus !
Re: À Margem de Mon Ami...
Re: À Margem de Mon Ami...
Re: Soyons...sages|!
Re: À Margem de Mon Ami...
Mentiu
Re: Mentiu
Mal empregues...
... especialidades gastronómicas lusas. Ainda por cima foram parar a tão infames estômagos. Perdão, panças. Uma, de uma loura platinada tresloucada, filha de um nazi que se acha a Marianne do século XXI e q quer transformar a Gália numa Aushwitz. Outra, pertencente a um tonhó armado em Rei Sol, traído pela primeira mulher, que "publicou um livro" contra ela para lavar roupa suja em público (mais uma manobra de campanha) e persegue jornalistas a sério enquanto atira areia aos olhos do povão com um "casamento feliz" forjado à pressa avec une ex-top-model que dormia com todos. Sabem que mais? Quero é que esse Nicolau e essa Mariana vão mas é ter uma indigestão. Pobre França.
Re: Mal empregues...
Isto sim, é uma vergonha!!!
Esta hipocrita simpatia de Marine Le Pen, pelos portugueses, residentes em França é a reconhecimento publico de que nos nossos restaurantes se encontra um discurso e um ambiente indiscutivelmente fascista e neo-nazi: uma VERGONHA!!!
Nicolas Sarkosy, em desespero perante as sondagens, procura apanhar quantos votos puder -- mesmo o voto dos filhos dos emigrantes. Como é habitual, logo esquecera as promessas que tiver de fazer agora -- so que a memoria portuguesa é curta, presa na ardilosa alienação do capitalismo ( vêr: http:filosofiaxauteriana.wordpress.com ).
Que tanto em França, em Portugal ou nos restantes paises da União Europeia não se esqueça: DINHEIRO NEM FALTA, AQUILO QUE FALTA E UMA JUSTA REPARTICÃO DAS RIQUEZAS!!!
Re: Isto sim, é uma vergonha!!!
Re: Isto sim, é uma vergonha!!! IMBECIL!!!
Re: Isto sim, é uma vergonha!!! IMBECIL!!!
Contradições ou talvez não
Então a M.me Le Pen e o Mr. Sarkozy frequentam casas da "racaille"?
Na verdade a maioria dos emigrantes radicados em França até vota na direita radical e na extrema direita... e gostam de chamar "racaille" aos magrebinos (o nível mais baixo da 'cadeia alimentar').
Re: Contradições ou talvez não/ Certo.
Re: Contradições ou talvez não/ Certo.
Re: Contradições/ Certo/ Và chamar...
Re: Contradições/ Certo/ Và chamar...
Re: Contradições ou talvez não/ Certo.
Re: Contradições/ Certo/Sobreviva desse...
Re: Contradições/ Certo/Sobreviva desse...
O pior concelheiro é a ignorãncia
Assim anda a politica no mundo, e nesta altura de eleições até o cego consegue ver! as promessas que se fazem em Portugal, o ignorante até acredita, mas não só! o politico tambem se conence que o tacho não acaba e como tal o resuldato é este, ignorância total.
Drancy campos
Para quem conhece a historia da França, Drancy no norte de Paris foi durante a 2° guerra um campo de concentraçao, para aonde eram levados os judeus antes de serem entregues ao nazis, a m lepen penso que no seu almoço devia ter bebido bem e esqueceu-se deste promenor, esta mulher é pior que o pai porque ele ainda tinha humor o Luis Rego que o diga enquanto ela cuidado, os portugueses nao pensem que ela gosta muito deles, porque no dia que as coisas se complicarem os portugueses vao de malas aviadas, mas a ignorancia dos portugueses é grande, ja se esqueceram que ha uns anos o governo frances dava 10 000 francos 1500 euros para os portugueses regressarem para o seu pais.
Pois... os Franceses!
Na minha primeira viagem a Paris em 1983, andava com uns amigos por uma zona adjacente a St Maur à procura de um local onde podessemos passar o resto da noite (jantar e dançar). Lá encontramos o sitio pretendido, chegamos à entrada... o espanto. Havia um letreiro que dizia: PROIBIDA A ENTRADA A CÃES E A PORTUGUESES.
Re: Pois... os Franceses-ne sont pas, comme ça
Re: Pois... os Franceses!
Re: Pois... os Franceses!/ FALSO!!!
Os portugueses fora de Portugal
São os grandes embaixadores de Portugal pelo mundo fora.
Aqui está mais uma prova.
Re: Os portugueses fora de Portugal
Ainda bem......
Fico feliz. Ainda bem. Para eles que se defrontam com o que gastronomicamente há de melhor no Mundo, com os restaurantes que não os vêem entrar noutros estabelecimentos, com os portugueses que sejam o que forem são "Nós" ou parte de NÓS", com Portugal que melhor ou pior, nem que sejam em relatos e colunas de apoio ou crítica ao falrem deles falam da origem da gastronomia e dos que são donos e trabalham nesses locais. É sempre bom. Pena tenho é que não seja acto praticado por todos os outros intervenientes de todas as outras facções políticas da extrema direita à extrema esquerda, da monarquia aos republicanos, dos autocratas aos anarcas.... É sempre bom. Aos respectivos donos, Parabéns pois numa cidade como Paris, chamar a atenção de alguém neste mundo é obra. Algo lá, certamente é bom. Quanto mais não seja o serviço....
Feliz Dia do Beijo a todos
Um beijo aos meus queridos irmãos de quem tenho saudades. Quanto aos restantes comentadores, um conselho: antes de pensarem em discutir com a cara-metade, dêem-lhe um beijo de cortar a respiração. Dá saúde não custa dinheiro e é um final feliz.
Caríssimos
Esta gente servem-se dos portugueses para agariar votos, mas não se lembraram confraternizar com Portugueses quando combinaram com a Alemnaha os juros astronómicos que iam pedir-nos pelo empréstimo. Caríssimos nós em www.movimentopartidoiberico.com queremos por fim a este abuso constante sobre nós. Faça o seu REGISTO e ajude-nos a acabar com esta pouca vergonha que é o roubo constante do nosso suor e terabalho.
Comentários 43 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub