Anterior
Pensões tramam Cavaco
Seguinte
Carnaval: acesso a serviços públicos sujeito a triagem
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   Salão Erótico do Porto: "O sexo não tem crise"
COM VÍDEO

Salão Erótico do Porto: "O sexo não tem crise"

Quinta edição do Eros Porto já abriu, no pavilhão multiusos de Gondomar, e é "o único evento deste género em Portugal este ano."
Lusa |

A quinta edição do Eros Porto abriu hoje as portas do pavilhão multiusos de Gondomar a um público que, ainda escasso ao longo da tarde, deu de caras com uma edição mais educativa perante o sexo.

Em termos de conteúdos, o festival erótico "até tem crescido", disse à Lusa Júlio Simón, da organização, sobretudo porque acabou por ser "o único evento deste género em Portugal este ano", pelo que "todas as energias que há entre o Porto, Lisboa e Portimão concentraram-se em 2012 em Gondomar".

Mas esta edição prima sobretudo pelo seu cariz "didático" que proporciona verdadeiras aulas práticas de educação sexual no stand da Escola de Sexo, uma empresa espanhola que demonstra vários "truques", segundo Júlio Simón, para uma maior "contenção e controlo durante o sexo", assim como para "coincidir com o parceiro ou parceira, ou simplesmente ter um prazer maior." "Queremos que se veja esta coisa e não só que a expliquem", prosseguiu o organizador, para concluir que "uma imagem vale mesmo mais que mil palavras", pelo que "o público poderá sair do evento a saber mais uma ou duas coisas sobre a sua sexualidade que desconhecia ao entrar".

"Erotismo ajuda pelo menos a viver a crise de outra maneira"


"O que fazemos é ensinar um pouco como se roda um filme, mas também posturas sexuais, sexo oral, um pouco de tudo e para toda a gente", explicou Raquel Abril, representante da "Escola de Sexo", para quem "o
erotismo ajuda pelo menos a viver a crise de outra maneira, com mais tranquilidade - o sexo sempre relaxa".

Apesar de admitir que a indústria do sexo teve também que se adaptar aos tempos, Esmeralda Rose, prestes a regressar a mais uma sessão de strip-tease, garante à Lusa que sobrevive "bastante bem".

A atriz e bailarina exótica espanhola tem que afastar-se um ou dois passos para que o seu peito não atinja o microfone durante a entrevista, mas consegue explicar à Lusa que "desde que deixaram de fazer vídeos
para DVD como faziam, agora que toda a gente tem internet, as 'webcams' acabaram por se transformar num recurso muito importante para as atrizes pornográficas".

"As pessoas podem interagir connosco, pedir que façamos coisas, tudo sem sair de casa, incluindo nós", concluiu, para voltar a contorcer-se no varão.

"Comecei nesta indústria há cerca de ano e meio e desde então nunca mais parei, entre festivais, espetáculos, tem sido tudo perfeito, na verdade", conta à Lusa Carolina Abril, enquanto ajeita a pequena lingerie em que passeia pelo recinto "Devo ter uma estrela que me segue, porque não me tocou em nada a crise, menos mal", conclui.

"O sexo não tem crise"


Também para a porta-voz do evento, Erica Fontes, "o sexo não tem crise", até porque o seu objetivo será fazer "com que as pessoas a esqueçam", algo que Júlio Simón corrobora ao considerar que "o papel da indústria do sexo e do erotismo é fundamental em tempos de crise, não porque vá solucionar algo, porque não vai, mas para o bem-estar psicológico das pessoas".

Esmeralda Rose, ainda a debater-se com o tamanho do próprio peito, confirma: "o sexo nunca está em crise. E nunca deveria estar. É certo que a falta de recursos económicos fazem com que as pessoas consumam menos, mas o sexo vai vender sempre." O Eros Porto prossegue até dia 12 de fevereiro com mais de 700 espetáculos previstos, divididos por dez palcos.


Opinião


Multimédia

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.

Ó Capitão! meu Capitão! ergue-te e ouve os sinos

Ele foi a nossa ama... desajeitada. Ele foi o professor que nos inspirou no liceu. Ele trouxe alegria, mesmo nas alturas mais difíceis. Ele indicou-nos o caminho na faculdade. Ele ensinou-nos a manter a postura, mas também a quebrar preconceitos. Ele ensinou-nos que a vida é para ser aproveitada a cada instante. Ó capitão, meu capitão, crescemos contigo e vamos ter de envelhecer sem ti. 

Crumble. A sobremesa mais fácil do mundo

Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida, especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 45 Comentar
ordenar por:
mais votados
Onde estão os machos latinos?
Fosse esta uma notícia sobre homossexualidade e já a página estava cheia de comentários a criticar tão aberrativa prática.

Como esta é sobre sexo heterossexual e mulheres boas dispostas a tudo, apenas há 3 comentários.

Dá para entender?
Re: Onde estão os machos latinos?
Re: Onde estão os machos latinos?
Re: Onde estão os machos latinos?
Re: Onde estão os machos latinos?
Crise?
Qual crise, vejam o que 230 fazem a dez milhões?
Ninguem comenta?
Então Púdicos. Ninguem comenta isto?
Noutros temas têm sempre tanto para dizer e agora ninguém opina?

Se fizessem feiras decentes em vez da porcaria que nos apresentam, talvez tivessem mais sucesso...

A de Lisboa não passa de um armazém com várias lojas lá dentro... Precisamos de Vegas quality :)
Permuta Ibérica
Sempre bom ver que há um salutar intercâmbio luso-espanhol neste setor.
Nos anoss sessenta o "Bolero" em Lisboa tinha sempre como principais vedetas as espanholas,
depois nos anos oitenta e noventa a Calle Fleming de Madrid estava repleta de portuguesas que faziam concorrência desleal de preços às suas congéneres espanholas,
e agora são as espanholas a levantar o moral (e não só) ao pessoal do Porto.
inacreditavel......
nunca pensei que um salao do sexo em portugal no seculo XXI pudesse sair do convencionalismo dos midia e nao apresentar na sua divulgaçao telejornalesca... nem sequer uma leve referencia aos transexuais, bizarros, aos cds....aos lesbicos...e ate a outras vertentes tao importantes na cultura ana pratica sexual . tera sido por se efectuar no porto? teria sido a nova moral a refrear os impetos dos castebrancos que por ai andam? ou sera para inflacionar o grande turismo sexual da" rapariga" do varao? ( sera que estao todas legalizada(o)s!!!!!!!
Os salões do chamado erotismo
servem para a malta careca e com barriga de cerveja pensar que é sexy. Enquanto as mulheres não pensarem o mesmo, nunca existirá igualdade entre géneros.

http://oanaogigante.blogs...
Caras Bichonas!
Ser heterossexual é fruto dum estado natural para o qual o ser humano foi criado, pois isso é algo absolutamente normal.

Homem com homem, mulher com mulher, é simplesmente uma aberração da natureza do ser humano contra a sua própria natureza, a lógica desse facto leva naturalmente a dizer que é a maior poluição humana que existe no planeta terra, pois a ser levado à pratica em larga escala, simplesmente levava à extinção da humanidade.
Entenderam bichonas?
Re: Caras Bichonas!
Re: Caras Bichonas!
Cara Bicha
Re: Cara Bicha
Cara bicha Lula
Re: Cara bicha Lula
Re: Cara bicha Lula
Re: Cara bicha Lula
(interminável bocejo)
Re: (interminável bocejo)
Depende de si...lulaeocara, ou melhor, lulachata
Re: Depende de si...lulaeocara, ou melhor, lulacha
Coitada, a lula não pára de acertar no próprio pé
Re: Cara bicha Lula
Re: Cara bicha Lula
Lulaeocara, nem poluição do on-line consegue ser
Re: Cara bicha Lula
Re: Cara bicha Lula
Re: Cara bicha Lula
Re: Cara bicha Lula
Re: Cara bicha Lula
Re: Cara bicha Lula
Re: Cara bicha Lula
Re: Cara bicha Lula
Lularasca
Re: Lularasca
Quê? Lamento, mas o tradutor do google...
Re: Quê? Lamento, mas o tradutor do google...
Não traduz? Não sabe? É burro!
Re: Cara bicha Lula
Vai mas é ler um livro.
Re: Vai mas é ler um livro.
Re: Vai mas é ler um livro.
Re: Vai mas é ler um livro.
Comentários 45 Comentar

Últimas

Ver mais

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub