Anterior
A primeira página do Expresso
Seguinte
Testemunhas confirmam denúncias de Catalina
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   Saiba quais são os melhores hospitais em Portugal

Saiba quais são os melhores hospitais em Portugal

Na edição impressa do Expresso, hoje, conheça também o ranking das unidades hospitalares por grupos de doenças.
|

Estão no Norte e no Centro os melhores hospitais do país. Esta é uma das conclusões possíveis a partir do ranking elaborado pela Escola Nacional da Saúde Pública - hoje divulgado - e que volta a ordenar as unidades hospitalares de acordo com a qualidade dos serviços prestados.

 Numa outra lista, os hospitais são avaliados de acordo com a sua qualidade no tratamento das diferentes especialidades.

Leia mais na edição do Expresso deste sábado.






ENDÓCRINAS e METABÓLICAS
1. CH de São João
2. CH do Porto
3. CH de Lisboa Norte
4. CH e Universidade de Coimbra
5. CH Tondela-Viseu






CARDÍACAS E VASCULARES
1. CH de São João
2. CH e Universitário de Coimbra
3. CH de Leiria Pombal
4. CH de Lisboa Central
5. CH do Baixo Vouga






DIGESTIVAS
1. CH de São João
2. CH e Universidade de Coimbra
3. ULS de Matosinhos
4. CH do Porto
5. CH Tondela-Viseu








GINECOLÓGICAS E OBSTÉTRICAS
1. CH e Universidade de Coimbra
2. IPO do Porto Francisco Gentil
3. ULS do Alto Minho
4. IPO de Coimbra Francisco Gentil
5. Maternidade Dr. Alfredo da Costa








INFECCIOSAS
1. CH de São João
2. CH e Universitário de Coimbra
3. CH do Porto
4. CH de Lisboa Central
5. H. Curry Cabral - Lisboa









MUSCULOESQUELÉTICAS
1. CH Tondela-Viseu
2. CH de São João
3. CH Tâmega e Sousa
4. CH de Lisboa Central
5. ULS da Guarda








NEOPLÁSICAS
1. CH e Universitário de Coimbra
2. CH de São João
3. H Curry Cabral - Lisboa
4. CH do Porto
5. IPO do Porto Francisco Gentil








NEUROLÓGICAS
1. CH Tondela-Viseu
2. CH de Lisboa Norte
3. CH de São João
4. CH Tâmega e Sousa
5. CH de Leiria Pombal








PEDIÁTRICAS
1. CH de São João
2. CH do Alto Ave
3. CH de Setúbal
4. CH Tondela-Viseu
5. CH do Baixo Vouga








RESPIRATÓRIAS
1. CH e Universitário de Coimbra
2. CH de São João
3. CH de Lisboa Norte
4. CH de Leiria-Pombal
5. CH Tondela-Viseu








RINS E APARELHO URINÁRIO
1. CH de Lisboa Norte
2. CH de Lisboa Ocidental
3. CH de São João
4. ULS de Matosinhos
5. CH e Universitário de Coimbra








SANGUE
1. CH de São João
2. CH de Lisboa Norte
3. CH de Lisboa Central
4. IPO de Lisboa Francisco Gentil
5. IPO do Porto Francisco Gentil








TRAUMATISMOS E LESÕES ACIDENTAIS
1. CH Tondela-Viseu
2. CH de São João
3. CH Tâmega e Sousa
4. ULS da Guarda
5. ULS de Matosinhos


Legenda:
CH - Centro Hospitalar;
ULS - Unidade Local de Saúde.
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública



Opinião


Multimédia

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola, em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

Vai pagar mais ou menos IRS? Veja as simulações

Reforma do imposto protege quem tem dependentes a cargo, mas pode penalizar os restantes contribuintes. Função pública e pensionistas vão ter mais dinheiro disponível. Veja simulações para vários casos.

Costeletas de borrego com migas de castanhas

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

Strogonoff de peixe espada preto

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Caril de banana

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Tem três minutinhos? Vamos explicar-lhe o que muda no orçamento de 350 mil portugueses (e no de muitas empresas)

O novo salário mínimo entrou em vigor. São mais €20 brutos para cerca de 350 mil portugueses (números do Ministério da Segurança Social, porque os sindicatos falam em 500 mil trabalhadores). Mudou o valor, mas também os descontos que as empresas fazem para a Segurança Social. Porque se trata de uma medida que afeta a vida de muitos portugueses, queremos explicar o que se perde e o que se ganha, o que se altera e o que se mantém.

Cantaril com risotto de espargos

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Music fighter: temos Marco Paulo e Bruno Nogueira numa batalha épica

Está preparado para um dos encontros mais improváveis na história da música portuguesa? O humorista Bruno Nogueira e a cantora Manuela Azevedo, dos Clã, pegaram em várias músicas consideradas "pimba" - daquelas que ninguém admite ouvir mas que, no fundo, todos vão dançar assim que começam a tocar - e deram-lhe novos arranjos, num projeto que chegou aos coliseus de Lisboa e do Porto.  "Ninguém, ninguém", de Marco Paulo, tem possivelmente a introdução mais acelerada e frenética do panorama musical português. Mas, no frente-a-frente, quem é o mais rápido? Vai um tira-teimas à antiga?

Dez verdades assustadoras sobre filmes de terror

Este vídeo é como o monstro de "Frankenstein": ganhou vida graças à colagem de partes de alguns dos filmes mais aterrorizantes de sempre. Com uma ratazana mutante e os organizadores do festival de cinema de terror MotelX pelo meio. O Expresso foi à procura das razões que explicam o fascínio pelo terror, com muito sangue (feito de corante alimentar) à mistura. 

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

O Maradona dos bancos centrais

Dizer que Mario Draghi está a ser uma espécie de Maradona dos bancos centrais pode parecer estranho. Mas não é exagerado. Os jornalistas João Silvestre e Jorge Nascimento Rodrigues explicaram porquê num conjunto de artigos publicado no Expresso em Novembro de 2013 e que venceu em junho deste ano o prémio de jornalismo económico do Santander e da Universidade Nova. O trabalho observa ainda o desempenho de Ben Bernanke no combate à crise, revisita a situação em Portugal e arrisca um ranking dos 25 principais governadores de bancos centrais. Republicamos os artigos num formato especial desenvolvido para a web.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.


Comentários 65 Comentar
ordenar por:
mais votados
Os hospitais de "grife"
Quem diria que os tempos, em que também se escolheriam hospitais, iriam acontecer. Locais de férias, sítios de engate, tascas de boa comida, pontos de encontro... mas hospitais, não me recordo de conversa social sobre o assunto

Na próxima semana, o tema será as melhores funerárias. E temo o que vem a seguir: o ranking dos cemitérios

É normal que os mercados não nos emprestem massa. «Os gajos estão com os pés para a cova», deve ser a conversa na alta finança. E depois, quem paga?

«E os que não estão para adoecer, fazem greve» - pensam os credores. E cheios de razão

E nas conversas do social, de certeza, vai ser tema, os hospitais da moda. «Onde vais passar os período de doença?» «ainda não sei, mas a Maria falou-me num chiquérrimo», será conversa de dondoca em período pré-internamento.

Com a baixa de vendas, o Expresso devia levar uma lição. Queremos lá saber qual o melhor hospital. Há que retomar a temática do que interessa: o ranking dos antros de luxúria. Retomar os caminhos do pecado, como é desejo de todo o bom cristão

E se a saúde é direito constitucional, os hospitais são desperdício de dinheiros públicos. A doença é inconstitucional. Coisa de neoliberal da Escola de Chicago.

E se um dia me obrigarem a ir para o hospital, recorro ao Tribunal Constitucional.

Re: Os hospitais de
Re: Os hospitais de
Re: Os hospitais de
Re: Os hospitais de
Re: Os hospitais de
Re: Os hospitais de
Re: Os hospitais de
Re: Os hospitais de
Re: Os hospitais de
Guardem, para os vossos netos.

Expliquem-lhes que uma vez, num Portugal país pobre, existiu um Serviço de Saúde Pública.
Um serviço para servir os seus cidadãos.
Um serviço que visava uma melhor saúde, uma maior longevidade de vida.
Um serviço que competia com os melhores, um serviço com as melhores taxas de mortalidade infantil do mundo. Um serviço invejado por tantos, de tanto êxito mundial, como por exemplo os transplantes hepáticos.

Muitos desdenharão, mas quase todos sentiremos orgulho !!

Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Re: Guardem, para os vossos netos.
Informação
Para os mais preveligiados deste país, pois o pobre nunca alcança porque lhes está a ser retirada qualquer direito ou dignidade.
Classe política mais podre não existe.
O MELHOR HOSPITAL É ...
Aquele de onde um tipo sai de lá ... vivo ...

Ou de onde um tipo não sai de lá ... morto ...
Re: O MELHOR HOSPITAL É ...
Ranking?
Não opino sobre este ranking, não conheço o assunto para me manifestar.

Mas conheço vários hospitais e não vi em nenhum, qualquer tipo de diferença em relação ao esforço, dedicação e profissionalismo de todos os que lá trabalham....
PRECISAMOS DE SABER
Antes é preciso saber se este ranking, não é igual ao das escolas e colégios privados que funcionam com dinheiritos do Estado e depois recusam os meninos fracos, ou obrigam os professores a alterar as notas, para que chumbem os que podem não tirar 14 no exame, para eles não o irem fazer tirando 10 ou 11, porque isso estragaria o ranking da instituição. Exemplos destes, bem fresquinhos, são os vários colégios do grupo GPS, que com meninos integralmente pagos pelo Estado e protegidos por gente do poder (vários ex secretários de estado da educação já fazeM parte do grupo). Ora, os hospitais têm os serviços prestados, também cobertos pelos Estado, embora sejam PPP, e nada nos garante que, doente que recebam condenado ao fracasso clínico, não vá sendo corrido para outros hospitais, de forma a que não se estrague o ranking de sucesso da instituição.
Com a falta de vergonha, de seriedade e de competência que grassa neste país, os rankings passam a ter a credibilidade que têm os políticos, os reitores das faculdades privadas, os professores das mesmas, os banqueiros finórios que vão sendo apanhados nas teias da fraca investigação que se faz, embora dois ou três dias depois já estejam impolutos, pois os amigos já pressionaram e desfizeram a tentativa de os apanhar.
Num país a brincar, os rankings, seja do que for, NUNCA PODEM SER PARA LEVAR A SÉRIO.
O melhor hospital é o que tiver o médico certo na hora que se precisar dele. Porque em todos existem médicos bons e outros PÉSSIMOS
Re: Saiba quais são os melhores hospitais em Portu
Os melhores são aqueles de que a gente não precisa!
Avaliar os serviços prestados é um dever !


Mas os utentes deviam emitir opinião sobre os hospitais que utilizam. Aqui está uma listagem, mas será que esta lista vai do excelente ao mau? É que também há péssimos serviços em otimos hospitais, e o inverso também é verdadeiro.

Quem faz os bonds hospitais são os equipamentos e as respectivas equipas, e há hospiytais muito bem equipados mas com equipas que deixam muito a desejar.

Como não conheço o método de avaliação, não quero fazer qq crítica, apenas desejo que todos os cidadãos tenham a oportunidade de serem tratados com dignidade por que tem obrigação e é pago para o fazer, seja em que hospital ou unidade de saúde. Muito se investiu nos hospitais, se o dinheiro fosse bem aplicado, as equipas funcionassem, e a gestão fosse competente, não havia razão para se ter medo de ser tratado em qualquer dos hospitais portugueses.

O problema está na má gestão, no desperdicio de tempo,meios e dinheiro, e a falta de respeito para com os utentes.
e outros menos bons
E infezlimente há alguns Portugueses que nem aos de categoria mais baixa conseguem lá ir devido a terem de pagar taxa moderadora de 20€ e os membros do governo e restante pandilha vão aos privados á nossa custa
O melhor,como o melhor?!
Existem profissionais de Saúde maravilhosos,humanos,sensiveis,dedicados!Os Concelhos de Administração são outra coisa que nada tem a ver com a Saúde.Como pode ser 1º um hospital que envia para a priferia doentes que eram lá tratados há mais de 10 anos?!
E para cúmulo o CA do HSJ não responde a cartas registadas e com aviso de recepção, o ministro da tutela idem,embora pense que a responsabilidade não seja tanto dele neste caso !
E colocar o HSJ no top quando no grande porto à excepção da ULSM,nenhum H central tem heliporto dá que pensar?!
O Expresso e os seus jornalistas deviam ir ao fundo das questões,pois estas informações são para formatar mais que informar. No HSJ solicitem por exemplo quantos cidadãos eram consultados em Psiquiatria em 2007, e quantos são hoje,talvez de uma vez por todoas acabem com estas palhaçadas.Depois admiram-se do suicídio galopante em que só revelam 1/3 dos suicídios?!E não faltará muito para acontecerem casos como frequentemente acontecem nos USA,e todos os Psiquiatras,Psicologos em Portugal sabem porquê?!O mundo e os profissionais da Saúde são parte da solução, o mercantilismo da gestão tanto na Saúde como na Educação estão num retrocesso civilizacional sem precedentes,e todos,ou melhor, quase todos vamos pagar a factura dessa usura,desses criminosos que olham o dinheiro e para as pessoas e ainda perguntam sempre se vale a pena investir e tratar....Por eles,
dentro em pouco ,os hospitais vão ter funcionários,doentes
são para as Funerárias.
O MEU APOIO
Shut up and bleed.
Dar sangue é talvez uma das atitudes mais altruístas que se pode ter. Isto claro para quem pode de facto proceder a essa dádiva. Eu encontrava-me nessa situação e por isso com o meu apurado sentido cívico e solidário lá me dirigi ao IPO do porto para reativar a minha condição de dador.

Questionário sob compromisso de honra, cartão de dador, uma lista de interminável de cromos com códigos de barras, uma conversa com a doutora e estava pronto para encarar o vampiro. Um furo no braço e quatro frascos de sangue mais tarde e estava despachado.
É só isto Sra enfermeira? - É para analise volte cá para a semana.

8 Dias depois e o bom samaritano cheio de coragem lá se encontrou de novo. Cartão, questionário, meio metro de códigos de barras mais um furo no braço e mais um fraquinho. Estou admirado por não sair sangue azul, é só sra enfermeira? - É volte cá pra semana, temos que fazer mais analise.

Não voltei – já não posso ver mais sangue à minha frente. É um massacre para quem não gosta de agulhas. Mas deixo o convite, este ano dê uma prenda diferente.

Dê sangue.
NÃO CONHEÇO BONS MÉDIOS
COMO PODE HAVER BONS HOSPITAIS? SÓ SE FOREM AVALIADOS PELAS TAXAS MODERADORAS. SÃO TODOS BONS. MAS SÒ PARA OS RICOS, ESTES QUE TÊM AMIGOS NUNCA MORREM NA CADEIA E RARAMENTE PAGAM A TAXA MODERADORA.
Comentários 65 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub