Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Alunos do secundário “já têm notas atribuídas”, garante Ministério da Educação

Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues

ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Ao contrário do que acontece no 11.º e 12.º anos, o Ministério da Educação ainda não tem dados finais sobre o impacto da greve nas notas internas dos alunos do 9.º ano, conta o “Público” esta terça-feira

Depois da greve dos professores pela recuperação integral do tempo de serviço (nove anos e quatro meses) que durou quase um mês, está de regresso a normalidade, garante o Ministério da Educação. Os estudantes do 11.º e 12.º anos já têm as notas de frequência do ensino secundário atribuídas e vão poder fazer a sua candidatura ao ensino superior, a partir da próxima semana, “com normalidade”, diz fonte do gabinete de Tiago Brandão Rodrigues ao “Público”.

Os serviços mínimos que vigoraram na semana passada permitiram a realização de todas as reuniões relativas aos anos de exame do ensino secundário, explica a mesma fonte ao matutino.

Os resultados da 1.ª fase dos exames nacionais do ensino secundário serão anunciados na próxima quinta-feira. Desta forma, os alunos vão estar em condições de ter a ficha ENES pronta para o arranque da 1.ª fase de candidaturas ao superior, agendada para a quarta-feira da semana seguinte, 18 de julho.

Ao contrário do que acontece no 11.º e 12.º anos, o Ministério da Educação ainda não tem dados finais sobre o impacto da greve nas notas internas dos alunos do 9.º ano. Este ano de escolaridade também tem fez provas finais e foi igualmente afetado pela greve dos professores.