Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Vai ser possível fazer testes do VIH e Hepatite em casa

Dezembro de 2010. Bombaim recordava 
os milhares 
de pessoas que o vírus da imunodeficiência humana vitimou 
ao longo das últimas décadas. Naquele ano, perto de 4,8 milhões 
de pessoas viviam 
com o VIH 
no continente asiático, 49% das quais na Índia. A seguir a África, é aqui que continua a surgir um maior número 
de casos todos os anos e que o combate 
se mantém mais difícil. Desde a identificação clínica do vírus, 
em 1981, morreram mais de 35 milhões 
de pessoas em todo 
o mundo. Apesar 
dos avanços 
no tratamento 
e da melhoria 
de muitos indicadores (na Índia, a prevalência desceu para menos 
de metade), hoje — especialmente hoje, Dia Mundial da Luta Contra a Sida — continua-se a chorar 
as vítimas da epidemia. Em Bombaim 
e um pouco 
por todo o mundo

Getty Images

Em caso de resultado positivo, a Associação Abraço poderá quebrar o anonimato do teste, contactar a pessoa e encaminhá-la para os serviços de saúde adequados

Entre abril e maio, a Associação Abraço vai lançar um teste de rastreio ao Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH) e da Hepatite C para ser feito em casa, avança o “Jornal de Notícias” esta terça-feira.

Este teste estará disponível para maiores de 18 anos residentes em Portugal Continental e ilhas. Será possível pedi-lo via internet. Caberá à pessoa fazer a colheita de sangue – uma simples picada de agulha – e enviar a amostra para laboratório.

O teste será anónimo, confidencial e gratuito. Em caso de resultado positivo, a Associação Abraço poderá quebrar o anonimato do teste, contactar a pessoa e encaminhá-la para os serviços de saúde que aderiram ao projeto.

Esta iniciativa da Associação Abraço tem o apoio informal da Direção-Geral da Saúde (DGS), mas o Infarmed esclarece que se trata de uma "utilização "off label"", uma vez que o dispositivo escolhido “não foi estudado nem avaliado de acordo com os requisitos legislativos europeus”.