Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Matos Fernandes: a cada 50 anos será necessário renovar toda a rede de água nacional

PAULO NOVAIS

Portugal terá de ter “condições para renovar cerca de 2% da rede de abastecimento de água de cada cidade a cada ano”, segundo Matos Fernandes

Para manter a rede atualizada e em boas condições, Portugal terá de ter “condições para renovar cerca de 2% da rede de abastecimento de água de cada cidade a cada ano”, disse João Pedro Matos Fernandes, ministro do Ambiente, em declarações ao “Jornal de Negócios” esta segunda-feira. Ou seja, “ao fim de 50 anos temos sempre uma rede nova” e “sistemas supercapazes”.

Estas obras anuais irão trazer encargos avultados: cerca de 100 milhões de euros. Metade deste valor deverá ser conseguido no âmbito da reprogramação do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (PO SEUR), que em abril estará em discussão em Bruxelas.

Segundo o ministro, “Portugal tem agora o desafio da gestão”, pois há ainda muitas desigualdades na capacidade de gestão que os municípios têm.

Neste momento, no ciclo urbano da água, foram aprovados 600 projectos no PO SEUR que correspondem a 530 milhões de euros de investimento, sendo que a esse valor acrescem “75 milhões de euros de um aviso para promover as agregações”, disse Matos Fernandes.