Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Novo Banco pretende rescindir contrato com 400 trabalhadores até junho

José Carlos Carvalho

Em setembro de 2017, a instituição herdeira do BES “bom” contava com 5.675 trabalhadores, a operar em 475 agências

O Novo Banco vai continuar a emagrecer até 2018 – em número de trabalhadores e balcões. De acordo com o “Jornal de Negócios” esta quarta-feira, a instituição liderada por António Ramalho tem em curso, durante o primeiro semestre deste ano, um processo de reformas antecipadas e outro de rescisões amigáveis.

Pelo que apurou o matutino, o banco pretende “emagrecer” em 400 postos de trabalho e fechar, até junho, cerca de 30 balcões.

Esta iniciativa do Novo Banco resulta dos compromissos assumidos pelo Estado português junto da Comissão Europeia, na sequência da venda de 75% ao fundo norte-americano Lone Star.

Em setembro de 2017, a instituição herdeira do BES “bom” contava com 5.675 trabalhadores, a operar em 475 agências.