Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Governo relança empréstimos para estudantes do ensino superior

António Pedro Ferreira

A partir do próximo ano letivo, será dada prioridade ao financiamento para o apoio à pós-graduação

No próximo ano letivo vai voltar a ser possível aos alunos do ensino superior pedir empréstimos para estudar tendo o Estado como fiador, possibilidade que havia sido suspensa pelo Governo de Passos Coelho em 2015, revela o “Público” esta segunda-feira.

Esta informação foi veiculada ao matutino pelo gabinete do ministro Manuel Heitor, que diz estar neste momento a “revitalizar o sistema de empréstimos”.

Haverá, contudo, alterações ao mecanismo de crédito aos estudantes: será dada prioridade ao financiamento para o apoio à pós-graduação – ou seja, para quem pretenda fazer mestrados ou doutoramentos.

As condições de acesso ao empréstimos, segundo o “Público”, continuarão também a ter em conta as notas dos alunos. No passado, quem tivesse média inferior a 14 valores, tinha um spread de 1%, podendo ser reduzido para, no máximo, 0,2% para os estudantes com média igual ou superior a 16.