Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Metade do novo investimento realizado em 2017 foi na construção

Nuno Fox

O investimento na construção, sector que atravessou uma longa crise de 15 anos, vinha a decair fortemente nos últimos anos

Dos 2,9 mil milhões de euros registados em novo investimento no ano passado, 1,5 mil milhões (cerca de 54%) foram aplicados no sector da construção, avança o “Diário de Notícias” esta quinta-feira.

O investimento na construção, setor que atravessou uma longa crise de 15 anos, vinha a decair fortemente nos últimos anos, salvo alguns períodos de excepção – conseguiu crescer 1,8% em 2007 e estagnou em 2015.

De acordo com o matutino, o novo ciclo de fundos europeus, a explosão do turismo e a forte subida dos preços da habitação ajudam a explicar o interesse redobrado dos investidores na construção. A mesma informação foi corroborada pelos economistas do FMI que seguem as contas do país.

Em 2017, de acordo com os dados divulgados ontem pelo Instituto Nacional de Estatísticas, a economia cresceu 2,7%, o valor mais elevado desde o ano 2000.

Além da construção, os grandes “contribuintes” para a injeção de novos capitais no país foram o sector dos transportes, com 360 milhões de euros; o sector da maquinaria, com 883 milhões de euros, e o da propriedade intelectual, que registou 76 milhões de euros.