Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Santa Maria fecha consulta de interrupção de gravidez por falta de enfermeiros especialistas

José Carlos Carvalho

O hospital suspendeu, no início do ano, “por tempo indeterminado” a consulta de interrupção de gravidez devido à falta de enfermeiros especialistas

Desde o início do ano, o Hospital Santa Maria em Lisboa, a maior unidade de saúde do país, está sem consulta de interrupção de gravidez, devido à falta de enfermeiros especialistas, conta o “Diário de Notícias” esta sexta-feira.

Segundo o matutino, o hospital suspendeu “por tempo indeterminado” esta consulta de especialidade, apesar das várias tentativas dos três médicos responsáveis por esse serviço tentarem impedir o encerramento da mesma, disponibilizando-se, inclusive, para realizar as tarefas antes asseguradas pelos enfermeiros especialistas.

Os três médicos em causa não receberam qualquer resposta por parte da direcção clínica e a consulta fechou mesmo sendo, de acordo com a diretora de enfermagem de Santa Maria, Catarina Batuca, a única valência/serviço encerrado com esta justificação.

“A suspensão da consulta de interrupção voluntária da gravidez deve-se a uma restrição grave no corpo de enfermeiros especializados de obstetrícia e saúde materna. Mas continua a haver resposta: as novas doentes estão a ser encaminhadas para uma clínica privada [a Clínica dos Arcos]”, disse Carlos Calhaz Jorge, diretor do Serviço de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital de Santa Maria, ao matutino.