Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Em 3 anos Associação Mutualista Montepio perdeu mais de €1000 milhões em poupanças

Luís Barra

Fonte oficial da associação salvaguarda que “o segundo semestre de 2017 inverteu a tendência dos últimos três anos” e “iniciou uma recuperação de 74,6 milhões de euros líquidos, com uma entrada de 438 milhões e saída de 369 milhões”

Segundo estimativas internas da Associação Mutualista Montepio Geral (AMMG), em 2017 os seus associados retiraram dos cofres – em resgates antecipados e não renovação de poupanças – quase 1100 milhões de euros, enquanto, no mesmo período, depositaram apenas 750 milhões de euros, conta o “Público” esta quarta-feira.

Desde 2015, saíram da AMMG mais de 2,7 mil milhões de euros a título de benefícios vencidos e de reembolsos; o saldo entre as entradas e os “levantamentos” nos últimos três anos foi negativo em mais de mil milhões de euros, confirmou fonte da instituição ao matutino.

Dos 2,7 mil milhões de euros em saídas, cerca 28,7% estavam programadas e 71,3% representaram saídas antecipadas.

Ainda assim, fonte oficial da associação salvaguardou que “o segundo semestre de 2017 inverteu a tendência dos últimos três anos” e “iniciou uma recuperação de 74,6 milhões de euros líquidos, com uma entrada de 438 milhões e saída de 369 milhões”.

As estimativas para 2017 constam do programa de acção e de orçamento para 2018, apresentado pela gestão de António Tomás Correia aos associados na última assembleia-geral de 27 de dezembro.