Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Centeno: "Redução da dívida é fundamental" e eleição para Eurogrupo não provoca "alterações no Ministério das Finanças"

STEPHANIE LECOCQ/ EPA

Mário Centeno garante que eleição para a presidência do Eurogrupo não vai provocar "alterações orgânicas no Ministério das Finanças"

"Há um indicador absolutamente essencial que é a redução do peso da dívida no PIB”, afirma Mário Centeno em entrevista ao "Público".

“A execução do Orçamento de 2018 e a preparação do próximo estão asseguradas, como temos feito até aqui. Não haverá nenhuma alteração na orgânica da equipa ministerial das Finanças”, por ter sido eleito presidente do Eurogrupo, esclarece Mário Centeno, defendendo ser “natural que a escolha do ministro das Finanças de Portugal para o cargo ajude a reforçar a credibilidade do país”.

“O ponto de viragem na confiança, quer externo quer interno", defende o Ministro das Finanças, "foi quando o Governo conseguiu fechar o acordo com a Comissão para a Caixa Geral de Depósitos”. E remata: “Foi essencial a estabilização dos bancos e devemos boa parte do sucesso que tivemos a seguir a este processo”.

  • Marcelo teme pela equipa das Finanças

    PR antecipa OE-19 “muito complicado” com Centeno no Eurogrupo e receia efeitos de ministro em part-time. Mário Centeno vai redistribuir trabalho pela equipa. Mourinho Félix, o ‘Keith Richards’ do Terreiro do Paço