Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

BE quer ver relatório do programa de acolhimento de refugiados

ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Dos 1500 refugiados acolhidos em Portugal nos últimos dois anos, 820 abandonaram o país e a maioria está em “paradeiro desconhecido”

Muitos dos refugiados que têm sido acolhidos em Portugal nos últimos anos não queriam vir para o país e acabam por abandoná-lo passados alguns meses, sem deixar rasto. Por isso, o anúncio do ministro Eduardo Cabrita que o país vai receber mais 1010 refugiados no próximo ano não caiu bem ao Bloco de Esquerda.

Dos 1500 refugiados acolhidos nos últimos dois anos, 820 (54%) abandonaram o programa e a maioria está em “paradeiro desconhecido”. Para evitar que esta situação se repita, o Bloco de Esquerda exige que o Governo divulgue o relatório de avaliação do programa de acolhimento de refugiados, de forma a encontrar o problema, revela o “Diário de Notícias” esta quarta-feira.

Em maio, o BE apresentou um projeto de resolução que foi aprovado por unanimidade no Parlamento para a divulgação do relatório sobre o acolhimento de refugiados. Contudo, tal ainda não aconteceu.

José Manuel Pureza, deputado do BE, disse ao matutino que "apesar de o prazo para esta divulgação ser o final do ano, existe preocupação com a falta de sinais do governo" sobre esse compromisso.

Questionado pelo “DN”, o gabinete do ministro da Administração Interna garantiu que o relatório “está em fase de conclusão e será remetido à Assembleia da República dentro dos prazos estabelecidos”.