Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Catroga vai sair da EDP. Melhor amigo de António Costa é candidato ao lugar de chairman

JOSE SENA GOULÃO/LUSA

Segundo o jornal “ECO”, há dois candidatos fortes ao lugar de Eduardo Catroga: Luís Amado, ex-ministro e atual vice-presidente do Conselho Geral e de Supervisão, e Diogo Lacerda Machado, advogado e antigo membro do mesmo órgão da EDP, também conhecido como o melhor amigo do primeiro-ministro

O mandato de Eduardo Catroga como chairman da EDP termina no final deste mês e já é certo que o antigo ministro está de saída. A informação, que é veiculada pelo jornal “ECO” esta terça-feira, terá sido apurada junto de fontes próximas dos acionistas da companhia elétrica.

Esta saída terá por base a transposição de uma diretiva comunitária em 2015, que obriga a um presidente independente dos acionistas em empresas com um modelo de governação dualista – com um conselho geral e um conselho de administração executiva. Por acumular já quatro mandatos seguidos na EDP –dois dos quais como presidente –, Catroga perdeu o estatuto de independente e não poderá continuar como chairman.

Apesar do antigo ministro das Finanças não continuar como presidente do conselho da EDP, dentro da elétrica há quem admita que possa manter-se como membro, em representação dos chineses da China Three Gorges. Neste momento, o seu sucessor está ainda por escolher.

Segundo várias fontes, escreve o matutino, há dois candidatos fortes ao lugar: Luís Amado, ex-ministro e atual vice-presidente do Conselho Geral e de Supervisão, e Diogo Lacerda Machado, advogado, antigo membro deste Conselho Geral da EDP, também conhecido como o melhor amigo do primeiro-ministro António Costa.