Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Crédito às empresas caiu para níveis de 2003

Segundo dados do Banco Central Europeu (BCE), o montante em ‘stock’ de crédito às empresas, em agosto, era de 75.609 milhões de euros

Se o crédito às famílias tem vindo a crescer nos últimos dois anos, o financiamento concedido pela banca às empresas vive um tempo de mínimos históricos. De acordo com dados do Banco de Portugal, entre janeiro e julho deste ano, foram concedidos 16.478 milhões de euros a empresas – menos 8% face ao mesmo período do ano anterior.

Desde 2003, data em que a banca criou o registo de crédito às empresas, que este valor não era tão baixo, conta o “Jornal de Negócios” esta quinta-feira.

Esta diminuição torna-se ainda mais significativa se olharmos para trás no calendário. O dinheiro emprestado às empresas em 2017 é menos de metade dos 37.453 milhões de euros concedidos nos primeiros sete meses de 2008, quando as novas operações atingiram máximos históricos.

Segundo dados do Banco Central Europeu (BCE), o montante em ‘stock’ de crédito às empresas, em agosto, era de 75.609 milhões de euros – menos 255 milhões de euros face a julho. Mais: há 14 meses consecutivos que este valor também está em queda.