Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Banco de fomento vai financiar solução para o malparado

Luís Barra

O veículo terá a figura de um Agrupamento Complementar de Empresas e ficará responsável pela recuperação dos activos problemáticos e sua possível comercialização

Já há consenso entre o Governo, Caixa, BCP e Novo Banco para resolver o problema do crédito malparado na banca. De acordo com o “Público” desta quinta-feira, a solução encontrada irá envolver a Instituição Financeira de Desenvolvimento - mais conhecida por banco de fomento -, que será uma das fontes financiadoras do mecanismo.

Pelo que apurou o matutino, o executivo de António Costa, em articulação com o Banco de Portugal, deverá anunciar nos próximos dias, que fechou as condições de financiamento e o modelo de gestão da entidade que será constituída para resolver o tema dos empréstimos conhecidos por non performing loans (NPL) - empréstimos cujo reembolso ou pagamento de juros decorre fora dos prazos, em dívida a mais de 90 dias.

O veículo terá a figura de um Agrupamento Complementar de Empresas (ACE), tendo em conta que será criado pela Caixa, BCP e Novo Banco, e ficará responsável pela recuperação dos activos problemáticos e sua possível comercialização.

O principal critério para a integração deste mecanismo “de resgate” é que os devedores sejam economicamente viáveis.

Segundo o “Público”, dos cerca de 30 mil milhões de euros de crédito malparado contabilizado pelo sector bancário, apenas metade está devidamente provisionado. Existem 4,5 mil milhões no Novo Banco, quatro mil milhões na CGD, três mil milhões no BCP e cerca de dois mil milhões no Montepio a necessitar de “limpeza”.