Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Autarcas questionam onde está o dinheiro das contas solidárias

paulo novais/lusa

Autarcas de Pedrógão Grande, de Castanheira de Pera e de Figueiró dos Vinhos vão solicitar ao Ministério Público para que perceba junto do Banco de Portugal onde pairam os donativos destinados às vítimas dos incêndios

Os presidentes das câmaras de Pedrógão Grande, de Castanheira de Pera e de Figueiró dos Vinhos admitem desconhecer o destino do dinheiro que foi doado para as vítimas dos incêndios que afetaram a região e vão pedir a intervenção do regulador.

“Não sabemos o paradeiro desse dinheiro e há de haver contas abertas que desconhecemos”, afirmou ao “i” o presidente da câmara de Castanheira de Pera, Valdemar Alves, defendendo que cabia ao Estado ter controlado e distribuído essas verbas.

Há receio que os donativos tenham sido desviados para outros fins, pelo que os autarcas vão reunir-se esta terça-feira para discutir esta questão. Entretanto, anunciaram já que vão solicitar ao Ministério Público para que junto do Banco de Portugal perceba para onde foi canalizado o dinheiro das contas solidárias.

Segundo Valdemar Alves, apenas o dinheiro destinado à reconstrução das casas que foram destruídas pelas chamas é que é do conhecimento dos responsáveis das câmaras.