Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Teresa Leal Coelho: “Enquanto Presidente da Câmara de Lisboa, vou precisar de António Costa”

tiago miranda

Segundo Teresa Leal Coelho, quem a critica de não ter “medidas” ou “programa” está só a desviar as atenções do PS

Apesar de todas as sondagens (até ao momento) dizerem o contrário, Teresa Leal Coelho, candidata do PSD à Câmara Municipal de Lisboa, está confiante numa vitória nas eleições autárquicas marcadas para o dia 1 de outubro. “Não há nenhuma razão para se dizer que eu não vou ganhar as próximas eleições, bem pelo contrário”, atirou a social-democrata em entrevista ao portal “Sapo” esta sexta-feira.

Para esta reivindicação, Teresa Leal Coelho apoiou-se no resultado das legislativas de 2015.

“Nas últimas legislativas tivemos maioria em Lisboa. Em 2015, quando ganhámos as eleições coligados com o CDS-PP, tivemos – e não tínhamos há cerca de 17 anos – maioria no concelho de Lisboa”, lembrou.

Segundo Teresa Leal Coelho, quem a crítica de não ter “medidas” ou “programa” – ponto já reiterado por Santana Lopes, a primeira escolha do PSD para Lisboa, mas que não se veio a concretizar – está só a desviar as atenções do PS.

“Acho extraordinário Fernando Medina só ter anunciado a sua candidatura há quinze dias, tanto quanto eu sei, e portanto está a falar nos últimos quinze dias, e eu falei nos últimos dois meses e meio. E apresentei um conjunto de medidas e é falso que não tenha apresentado, e volto a chamar a atenção que o próprio primeiro-ministro, numa reunião partidária, veio anunciar, rigorosamente, o que eu tinha anunciado dois meses antes: políticas públicas para promover a habitação em Lisboa. Nunca o fez, enquanto presidente da Câmara, nunca o disse enquanto presidente da Câmara, depois, de eu o dizer, veio-o dizer já na qualidade de primeiro-ministro. Folgo em saber, porque eu enquanto presidente da Câmara vou precisar de António Costa, porque vou precisar do Governo e vou precisar da Assembleia da República para um conjunto de medidas que depois poderão ser concretizadas noutras cidades, mas também na cidade de Lisboa. Portanto, essa questão [de não ter apresentado medidas] não é verdadeira”, explicou Teresa Leal Coelho.

Mesmo nunca tendo sido a primeira opção do PSD para Lisboa, a candidata do PSD diz que os portugueses vão confiar na escolha de Pedro Passos Coelho. “Os portugueses confiam no PSD para o país, como confiam para a cidade de Lisboa até porque o Partido Social Democrata, com Pedro Passos Coelho, e antes de Passos Coelho, já devolveu a dignidade ao país, retirando o país da bancarrota”, disse.