Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Portugal pede a extradição de fugitivo de Caxias a Israel passados cinco meses

O recluso da cadeia de Caxias tem publicado fotos nas redes sociais para mostrar que está vivo e em liberdade

DR

O país não tem acordo de extradição com Portugal e o evadido tem dupla nacionalidade

Passados quase cinco meses da fuga de três reclusos da prisão de Caxias durante a noite, a Procuradoria-Geral da República(PGR) emitiu um pedido de extradição para Israel em nome do luso-israelita Joaquim Bitton Matos, acusado de crimes como roubos, extorsão e branqueamento de capitais. Esta informação foi veiculada pela PGR ao “Diário de Notícias” esta sexta-feira.

Ao que tudo aponta, será um processo moroso: Israel não tem acordo de extradição com Portugal e o evadido tem dupla nacionalidade, lembra o matutino.

Desde a sua fuga de Caxias, Joaquim Matos, que voou para Israel, tem usado as redes sociais para provocar as autoridades portuguesas nas redes sociais. Os outros dois reclusos que fugiram com o luso-israelita foram capturados com a ajuda de forças policiais espanholas.

Esta fuga, que ocorreu na noite de 19 de fevereiro, criou embaraço às forças policiais portuguesas. Neste momento, o inquérito-crime à fuga, a investigação da PJ e o processo disciplinar à evasão dos três presos de Caxias ainda não estão concluídos.