Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Parlamento pode chumbar quotas de género nas empresas

TIAGO PETINGA / Lusa

O PSD decidiu dar liberdade de voto aos deputados no plenário

A uma semana de ser votada no Parlamento a lei que introduz quotas de género nas administrações, nos órgãos de fiscalização das empresas públicas e das cotadas em bolsa, ainda não se sabe se esta vai ou não ser aprovada, conta o “Público”.

A proposta de lei lançada pelo Governo deverá ser aprovada esta quarta-feira pela comissão de assuntos constitucionais e na próxima semana chegará à Assembleia da República.

Segundo o matutino, a lei só será aprovada em plenário caso surja alguma surpresa no sentido de voto das bancadas parlamentares. Neste momento, a proposta de lei do Governo, que foi matizada após negociações com o CDS, apenas tem o voto favorável do PS, do PAN, do PEV e do BE.

O PCP, parceiro do Governo do PS, já garantiu o seu voto contra. O PSD ainda não apontou a posição final, mas na reunião da subcomissão parlamentar de igualdade e não-discriminação, que decorreu esta segunda-feira, o partido votou contra o texto final.