Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Autarquias devem 344,4 milhões de euros à Águas de Portugal

João Nuno Mendes, presidente das Águas de Portugal

Tiago Miranda

As Câmaras da Guarda e do Fundão lideram a tabela das maiores devedoras à Águas de Portugal com, respectivamente, 25,7 milhões de euros e 23,9 milhões de euros em dívida

As autarquias portuguesas devem 344,4 milhões de euros à Águas de Portugal, conta o “Correio da Manhã” esta segunda-feira. A empresa pública, desde o ano passado, tem tentado recuperar parte do valor que tem em falta e conseguiu reduzir dívida em 44 milhões de euros. Ainda assim, o valor por saldar ainda é avultado.

Segundo a Águas de Portugal, o montante das dívidas das câmaras “permanece com valores significativos” e esta situação deve-se às dificuldades económicas que atingiram o país nos últimos anos.

De acordo com o relatório e Contas de 2016, a empresa recuperou cerca de 120 mil euros por dia. Para esta redução da dívida, contribuiu a assinatura de acordos com muitas autarquias, que preveem que as dívidas sejam liquidadas através de planos de pagamento diluídos ao longo de cinco anos.

Mesmo assim, a Águas de Portugal contabiliza cerca de 150 milhões de euros em processo de injunção, além de outras ações judiciais.

As Câmaras da Guarda e do Fundão lideram a tabela das maiores devedoras à Águas de Portugal com, respectivamente, 25,7 milhões de euros e 23,9 milhões de euros em dívida.