Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Governo propõe centralizar gestão do crédito malparado

PEDRO SARMENTO COSTA / LUsa

Para o Governo, o rumo a tomar passa pela centralização da gestão dos empréstimos numa só estrutura em que os bancos deleguem a negociação com potenciais compradores

O Governo de António Costa deixou cair a ideia de se criar um veículo para resolver o problema do crédito malparado e a intenção desses mesmos ativos saíram dos balanços das instituições financeiras, avança o “Jornal de Negócios” esta sexta-feira.

Pelo que o matutino apurou, Costa já apresentou na segunda-feira uma possível solução aos banqueiros portugueses e esta é diferente daquela que tinha vindo a ser falada nos últimos meses.

Para o Governo, o rumo a tomar passa pela centralização da gestão dos empréstimos numa só estrutura em que os bancos deleguem a negociação com potenciais compradores. No seu entender, a centralização poderá acelerar os processos de reestruturação, aumentar o poder negocial do vendedor do crédito e poupar custos, uma vez que um potencial comprador passa a ter um único interlocutor.

Estão ainda por definir os critérios que vão determinar quais os créditos cuja gestão pode ser entregue à estrutura centralizada.

Segundo o “Negócios”, os bancos consideram que a proposta que o Governo lhes apresentou na segunda-feira é construtiva e é sensível às preocupações de todos os envolvidos.