Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Parlamento pede informações ao MNE sobre novo chefe das Secretas

Embaixador José Júlio Pereira Gomes é o senhor que se segue na chefia das secretas, sucedendo ao magistrado Júlio Pereira

Presidência da República

Audição ao novo chefe das secretas deverá ser convocada ainda esta semana

Ainda há dúvidas por esclarecer sobre o que se passou na saída da missão portuguesa de Timor-Leste em 1999. A comissão parlamentar de Assuntos Constitucionais solicitou ao Ministério dos Negócios Estrangeiros um conjunto de informações para preparar a audição do novo secretário-geral dos Serviços de Informações da República Portuguesa (SIRP), José Júlio Pereira Gomes, revela o “Público” esta terça-feira.

Esta informação foi avançada ao matutino por Pedro Bacelar de Vasconcelos, presidente da comissão parlamentar, mas escusou-se a revelar que informações foram solicitadas ao MNE.

“Embora se trate de uma audição de rotina, o caso suscitou perplexidade na opinião pública, pelo que o procedimento tem que ser cumprido com toda a seriedade e a audição tem de ser devidamente preparada”, afirmou Bacelar de Vasconcelos.

Para o deputado, a audição ao chefe das secretas deve ser feita logo que possível, mas também não pode ser feita sem a informação relevante. A sua intenção é convocá-la ainda esta semana, assim que seja possível ter acesso aos dados solicitados ao MNE.

Pedro Bacelar de Vasconcelos disse ainda que, à partida, a audição de José Júlio Pereira Gomes deverá ser feita à porta aberta. “Não vejo nenhum fundamento, neste momento, para que seja à porta fechada, pelo contrário”, afirmou . Mas ressalvou que, “quanto for convocada, e em função da informação recolhida, pode vir a ser tomada uma decisão diferente”.