Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Lisboa. Em cada esquina um turista, em cada canto uma câmara de videovigilância?

luís barra

A autarquia considera prioritário estender o sistema de segurança a áreas como o Cais do Sodré e o Miradouro de Santa Catarina

Passados três anos de terem sido instaladas câmaras de videovigilância no Bairro Alto, em Lisboa – não sem polémica –, a autarquia anunciou esta quarta-feira a intenção de estender este sistema de segurança a outras áreas da cidade, que considera prioritárias: o Cais do Sodré e o Miradouro de Santa Catarina, avança o “Diário de Notícias”.

O objetivo é aumentar a segurança dos cidadãos que circulam nessas zonas da capital, que são muito frequentadas por turistas, e diminuir o tráfico de estupefaciente nas mesmas. Segundo o matutino, a autarquia tem mantido reuniões com a PSP – entidade responsável pela vigilância – e o Ministério da Administração Interna (MAI).

Para além do Cais do Sodré e do Miradouro de Santa Catarina, há mais freguesias da cidade a interessadas neste tipo de serviços. Exemplo disso são os habitantes da Avenida Almirante Reis, que esta quarta-feira enviaram para a autarquia um pedido de colocação de videovigilância na zona, de forma a combater o tráfico de droga que dizem ali existir.

O alargamento deste tipo de vigilância para o Cais do Sodré é um desejo da Associação de Moradores do Bairro Alto, como diz ao matutino Luís Paisana, presidente da Associação dos Moradores do Bairro Alto.

Por sua vez, a Associação de Dinamização da Baixa Pombalina tem-se reunido com a câmara e a PSP na tentativa de ver o sistema instalado rapidamente no centro da cidade.