Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Carta por pontos. Nenhum condutor foi obrigado a fazer formação no primeiro ano

Nos primeiros dez meses do novo sistema de penalização, houve 27 condutores que ficaram sem pontos na sua carta de condução

Já passaram 365 dias desde que o sistema de carta de condução por pontos foi posto em prática na regulamentação rodoviária em Portugal. Mas durante este período, nenhum condutor – por mais grave que tenha sido a infração – foi obrigado a fazer formação de segurança rodoviária, revela o “Jornal de Notícias” esta quarta-feira.

“Sabemos que há processos de contraordenação em curso, mas os condutores ainda não foram notificados”, diz Fernando Santos, presidente da Associação Nacional dos Industriais de Ensino de Condução Automóvel (ANIECA), ao matutino.

A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária justifica esta “demora” com o facto de algumas das escolas de condução ainda não terem as formações apropriadas para aquele tipo de penalização.

Segundo dados de abril, nos primeiros dez meses do novo sistema houve 27 condutores que perderam todos os pontos na sua carta de condução e, desta forma, ficaram impedidos de conduzir.