Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Estudo de impacto ambiental favorável à construção de terminal de contentores no Barreiro

A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) já colocou o estudo de impacto ambiental em consulta pública até ao dia 16 de junho

Tudo indica que a construção de um terminal de contentores no Barreiro vai mesmo avançar. O “Jornal de Negócios” avança esta sexta-feira que o estudo de impacto ambiental (EIA) a este empreendimento foi favorável ao local encontrado.

O documento, que a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) colocou já em consulta pública até ao dia 16 de junho, indica que os impactos positivos da construção do terminal de contentores do Barreiro “parecem contrabalançar os impactos negativos mais expressivos”.

Até ao final de agosto, a APA terá de tomar uma decisão final – só depois é que a Administração do Porto de Lisboa pode avançar para o lançamento do concurso.

O estudo, encomendado ao consórcio da Consulmar, Nemus, Hidromod, Risco e VTM, refere que na fase de construção possam estar envolvidos entre 300 e 500 trabalhadores de várias especialidades, sendo que com o terminal em pleno funcionamento “deverão estar em causa cerca de 550 postos de trabalho”.

De acordo com o EIA, o panorama geral “é o predomínio de uma maioria de impactes negativos pouco significativos, essencialmente ligados a acções da fase de construção”, apontando ainda que “um importante conjunto de impactes nulos ou insignificantes, por exemplo no clima, riscos geológicos, gestão de resíduos e na vertente terrestre do património”.