Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Fronteiras podem só vir a ser vigiadas das 9h às 17h

GIORGIO ONORATI / EPA

Existem em Portugal cinco postos fronteiriços – Vilar Formoso, Castro Marim, Valença/Tui, Elvas e Quintanilha – que trabalham num regime permanente. Para o Governo, só o posto algarvio justifica este tipo de horário

Combater o tráfico, o crime, o terrorismo… durante o horário de expediente. O Ministério da Administração Interna, tutela de Constança Urbano de Sousa, quer os centros de cooperação policial e aduaneira entre Portugal e Espanha a trabalhar apenas em horário de expediente, das 9h às 17h, conta o “Jornal de Notícias” esta segunda-feira.

A poucos dias da visita do Papa a Portugal, quando as fronteiras vão fechar durante dois dias, esta intenção do Governo está a levantar muitas questões junto das forças policiais.

Existem, neste momento, em Portugal cinco postos fronteiriços – Vilar Formoso, Castro Marim, Valença/Tui, Elvas e Quintanilha – que trabalham num regime de 24 horas por dia. Para o Governo, só o posto de Castro Marim justifica este tipo de horário de trabalho.

A mudança nos horários dos postos fronteiriços já aparecia nas notas do Relatório de Segurança Interna de 2016.

Segundo o matutino, a decisão final quanto à implementação desta medida só será tomada após a visita do Papa.