Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Empresa da Ongoing tinha dívida de €282,7 milhões ao BCP. Banco aceitou receber só 20%

Nuno Fox

O BCP aceitou só receber parte do valor em dívida, na condição que este fosse pago diretamente a uma offshore da instituição sediada nas ilhas Caimão

A Insight, uma das empresas sobreviventes do grupo Ongoing, tinha uma dívida de 282,7 milhões de euros ao BCP, mas mesmo assim viu o seu Processo Especial de Revitalização (PER) ser aprovado. Segundo revela o “Público” esta quarta-feira, a instituição bancária já desistiu de tentar reaver todo o valor que foi emprestado e aceitou receber só 20% – cerca de 56,5 milhões de euros, parte dos quais deverão vir das Ilhas Caimão.

A primavera e o verão do ano passado foram meses de queda para o universo Ongoing, grupo liderado por Nuno Vasconcellos, com várias empresas declaradas insolventes e outras a encaminharam-se para a dissolução. Porém, a Insight Strategic Investments parece ter sobrevivido.

O Processo Especial de Revitalização (PER) aprovado, que foi consultado pelo matutino, revela que o BCP aceitou só ser ressarcido em 20,94% do valor em dívida – 270,07 milhões de euros.

O “Público” conta que o BCP aceitou só receber parte do valor em dívida, na condição que este fosse pago diretamente a uma offshore da instituição sediada nas ilhas Caimão.

Por decisão expressa no PER , a Insight ficou obrigada a “entregar ao Millennium bcp por dação em pagamento (ou outra forma equivalente) dos 37.690,5519 valores mobiliários da Solaris Venture Capital Fund empenhadas ao banco detidas pela garante Investoffice [outra emprega do grupo Ongoing], pelo valor correspondente ao net asset value mais recente, o qual se cifra em 20.549.152,24 euros livres de qualquer ónus ou encargos registados ou não registados”.