Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Número de refugiados que abandonou Portugal duplicou nos últimos dois meses

LUCILIA MONTEIRO

Neste momento, não se sabe o paradeiro de 327 refugiados que abandonaram de forma ilegal as instituições que os receberam em Portugal

Dos 1255 refugiados acolhidos em Portugal – a grande maioria no último ano –, 474 abandonaram de forma ilegal as instituições que os receberam, conta o “Diário de Notícias” esta segunda-feira. Portugal tem uma das maiores taxas mais elevadas dos designados “movimento secundários” – cerca de 40%.

Em fevereiro, um levantamento feito pelo “DN”, dava conta de 200 abandonos. Mas nos últimos dois meses esta tendência intensificou-se. Dos 474 refugiados que saíram do país sem autorização, 147 foram entretanto encontrados, alguns detidos, pelas autoridades de outros países europeus – Alemanha, França, Bélgica, Suécia e Holanda – e estão obrigados a regressar.

Neste momento, existem 327 imigrantes em paradeiro desconhecido. Todas as despesas de retorno são da responsabilidade do estado português.