Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Altice estuda fim das marcas Meo e Portugal Telecom

Com a entrada da Altice houve redução de chefias e alteração na relação com os fornecedores

José Carlos Carvalho

O desaparecimento da marca Meo é uma possibilidade que circula no mercado desde o início do ano

Novo dono, novos nomes, novas marcas. A Altice, atual dona da Portugal Telecom desde 2014, está a estudar o fim das marcas PT e Meo, avança o “Público” esta quinta-feira. Segundo o matutino, a empresa liderada por Patrick Drahi tem em curso um processo de reflexão interna sobre a adoção de uma marca global, que identifique o grupo em todos os países em que está presente.

A possibilidade de adoção de uma marca que represente todo o grupo Altice já aparecia no relatório de contas de 2016 da Portugal Telecom. Nesse documento, a Altice assumia estar a avaliar os “benefícios” que podiam “resultar da adoção de uma marca global”. O processo passaria por “harmonizar e mudar marcas existentes nos países onde o grupo está presente”.

Pelo que o “Público” apurou, em Portugal está ser equacionado a extinção as marcas Meo e PT Empresas, deixando fora deste processo apenas o portal Sapo e a Moche.

O desaparecimento da marca Meo é uma possibilidade que circula no mercado desde o início do ano e que tem motivado já alguma reflexão sobre estratégias comerciais ou políticas de marketing, conta o matutino.