Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Francisco George: sector privado “desnatou” o SNS de médicos especialistas

O diretor-geral da Saúde, Francisco George

António Cotrim /Lusa

O facto da ADSE pagar privados acabou “por ter efeitos negativos no Serviço Nacional de Saúde (SNS)”, aponta Francisco George

Há cada vez mais portugueses “que preferem os seguros de saúde”, aponta Francisco George, diretor-geral de Saúde, em entrevista à “Antena 1” esta quinta-feira. E isto não é por acaso: o facto da ADSE pagar privados acabou “por ter efeitos negativos no Serviço Nacional de Saúde (SNS). Não faz sentido, mas é a realidade constitucional”, explicou.

Um destes efeitos representou perdas diretas no SNS: o privado “desnatou o Serviço Nacional de Saúde (SNS) de médicos especialistas” - o que terá também feito com que a confiança dos portugueses no SNS ficasse abalada.

Ainda na mesma entrevista, Francisco George diz ser estranho que até hoje não se tenha conseguido explicar que o “milionário paga mais no SNS” do que quem ganha o salário mínimo. Porque falta a perceção de que “a diferença de pagamento está nos impostos que se pagam e portanto no ato da prestação é aparentemente gratuito para os dois mas efetivamente não é”, disse.

Este problema que “nunca se conseguiu explicar”, diz, já vem desde os tempos da fundação do SNS com António Arnaut.