Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

537 cidadãos estrangeiros foram barrados de entrar em Portugal em 2016 por razões de segurança

josé carlos carvalho

Em Portugal, em consultas das autoridades nacionais ao SIS, foram detectados 424 estrangeiros procurados, no âmbito de processos judiciais instaurados noutros países europeus

537 estrangeiros foram barrados nas fronteiras nacionais em 2016 na sequência de alertas de segurança no Sistema de Informação Schengen (SIS), conta o “Diário de Notícias” esta quarta-feira.

A grande maioria destes cidadãos - 443 - era de países terceiros, com antecedentes criminais, expulsos de estados Schengen, imigrantes ilegais e estavam sujeitos a ordens de não admissão ou permanência nesta zona de livre circulação. Os outros 94 cidadãos que foram barrados eram alvo de mandados de detenção europeu, foram detidos e extraditados.

Em Portugal, em consultas das autoridades nacionais ao SIS, foram detectados 424 estrangeiros procurados, no âmbito de processos judiciais instaurados noutros países europeus.

Ainda nas fronteiras portuguesas, foram referenciados 960 estrangeiros alvo de vigilância “discreta e especial”, a pedido de autoridades dos estados membros.