Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

PCP obriga o Governo a discutir contratação coletiva

Marcos Borga

O PCP vai levar para o Parlamento, a 4 de maio, o debate sobre a reposição do princípio do tratamento mais favorável ao trabalhador e do fim da caducidade da contratação coletiva

A agenda do PCP é diferente da do Governo de António Costa, no que toca à contratação coletiva. Os comunistas vão levar para o Parlamento, a 4 de maio, o debate sobre a reposição do princípio do tratamento mais favorável ao trabalhador e do fim da caducidade da contratação coletiva, conta “TSF”.

“O que entendemos é que nesta matéria não é possível estar em cima do muro: ou se está com a contratação coletiva ou não se está com a contratação coletiva”, disse a deputada Rita Rato à rádio, desafiando ainda “todos os que defendem a contratação coletiva” a viabilizaram o diploma do PCP.

Segundo a comunista, existem situações de “chantagem da caducidade da contratação coletiva para fazer cair os direitos para um nível mínimo”.