Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Estado já gastou €13 mil milhões em ajudas a bancos desde 2007

© Rafael Marchante / Reuters

De todas as ajudas prestadas aos bancos, nos últimos dez anos, pelo Estado, este só terá arrecadado em juros 1,2 mil milhões de euros

Do início de 2007 a dezembro de 2016, o Estado português gastou em ajudas à banca e restante sector financeiro cerca de 12,9 mil milhões de euros, indicam dados novos apurados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). A notícia é avançada esta manhã pelo “Diário de Notícias”.

Segundo o matutino, estes 13 mil milhões são o equivalente a 7% do produto interno bruto (PIB) em 2016. Esta fatura, que pesou no défice em vários anos, é apontada como uma das causas da implementação de várias medidas de austeridade nos últimos anos.

Por comparação com outros países europeus, esta fatura foi a sexta mais pesada dos 28 países da União Europeia analisados pelo INE – maior até do que a do Reino Unido, economia que é 13 vezes maior do que a portuguesa e cujo sector bancário é também muito maior. Para o mesmo período que Portugal, o Reino Unido teve de suportar a falência de dois bancos relativamente grandes: Northern Rock e Bradford & Bingley.

De todas as ajudas prestadas aos bancos desde 2007, o Estado só terá arrecadado em juros 1,2 mil milhões de euros, um valor abaixo da média europeia.