Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Vender Novo Banco implicará despedimento de (mais) 400 trabalhadores

Nuno Botelho

O Governo terá comunicado aos vários grupos parlamentares, nos encontros mantidos terça-feira para dar pormenores da venda em curso, que o “banco bom” resultante do BES terá de despedir 400 trabalhadores e encerrar 55 balcões

A venda do Novo Banco ao fundo norte-americano Lone Star deverá implicar, no mínimo, o encerramento de 55 balcões e o despedimento de cerca de 400 trabalhadores, revela a Rádio Renascença esta quarta-feira. Estes números terão sido avançados pelo próprio Governo nas reuniões que manteve com os vários grupos parlamentares esta terça-feira para lhes explicar o negócio em curso.

Nos mesmos encontros, o Governo terá transmitido outras informações do processo: durante cinco anos, a Lone Star só pode vender ativos com autorização do Fundo de Resolução e os critérios de registo de imparidades, ou seja, dos créditos em risco, não podem ser mudadas durante dois anos.

O Governo revelou ainda que não irá haver qualquer injeção de capital este ano na instituição e que no futuro estas serão feitas de acordo com a apresentação dos relatórios e contas. Para além disso, o negócio com a Lone Star prevê a criação de Comité de Monitorização com poderes especiais sobre informação geral de crédito, imparidades e contas do Novo Banco, mas sem acesso a informação individual.