Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Estado tem €18 milhões para devolver em cauções da luz, água e gás

Desde que foi dado início à devolução das cauções cobradas ilegamente antes de 1999, 8992 consumidores receberam os valores em falta

Até 1999 era ilegal cobrar cauções em serviços básicos como a àgua, luz ou gás. Mas isso aconteceu, com o consentimento do Estado. Agora, passados mais de 18 anos, a Direção-Geral do Consumidor (DGC) ainda tem cerca de 18 milhões de euros para devolver aos clientes portugueses, conta o “Jornal de Notícias” esta quinta-feira.

Desde que foi dado início à devolução das cauções, 8992 consumidores receberam os valores em falta – estas pessoas receberam, ao todo, 221 mil euros.

“A DGC recebeu cerca de 130 mil pedidos para reembolso de cauções (que incluem insistências/duplicações de pedidos), dos quais 65.484 foram respondidos (para dizer que foram aceites, os tais 8992, ou não, 56.492)”, revelou fonte oficial do ministério das Finanças.

Até ao final de 2016, os restantes 65 mil pedidos vão ser respondidos, garantiu a mesma fonte.