Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Há cada vez menos jovens interessados em pedir crédito para comprar casa

FOTO JOÃO CARLOS SANTOS

Até 2025 o número de créditos à habitação a indivíduos com menos de 30 anos vai diminuir pelo menos 50%, aponta estudo

Após a crise financeira que abalou Portugal (e não só) nos últimos anos, os portugueses ficaram com suspeitas e receios de pedir créditos aos bancos para comprar casa. Especialmente os jovens. De acordo com um estudo da Universidade do Minho, que vai ser lançado esta terça-feira, até 2025 o número de créditos a indivíduos com menos de 30 anos vai diminuir mais do que 50%, conta o “Jornal de Notícias”.

“A realidade laboral que os mais jovens enfrentam também não favorece a compra de habitação própria”, aponta Fernando Alexandre, professor de economia da Universidade do Minho e um dos autores do estudo, em declarações ao matutino.

Mas a situação é ainda mais complexa: para além da mudança financeira que se deu no país, houve uma mudança cultural. “Os jovens passaram a encara a residência fixa de outra forma”, explicou.

Segundo dados do Banco de Portugal, o número de empréstimos à habitação tem vindo a diminuir desde 2011. O montante de empréstimos concedidos em 2015 era de 95 mil milhões de euros.

Este novo estudo, que será lançado em livro esta terça-feira, prevê que o número de empréstimos concedidos a jovens seja reduzido para metade até 2025.