Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Vistos gold concedidos a turcos dispararam desde a tentativa de golpe de Estado

TURKISH PRESIDENT PRESS OFFICE / EPA

A situação política que a Turquia vive justifica, em parte, a subida na procura dos vistos gold. Desde o verão do ano passado, altura em que falhou um golpe de Estado no país, a procura mais do que duplicou

Há cada vez mais cidadãos turcos a procurar obter um visto gold para residirem em Portugal. Desde que esta medida de captação de investimento entrou em vigor, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) já concedeu 42 vistos dourados a cidadãos turcos. A maioria destes vistos – 28 – foi atribuída desde o verão do ano passado e nos dois primeiros meses de 2017, conta o “Diário de Notícias” esta quarta-feira.

A situação política que a Turquia vive justifica, em parte, esta subida. Segundo dados do SEF, em 2012, 2013 e 2014 foram concedidos nove vistos gold a cidadãos do país governado por Recep Tayyip Erdogan. Já em 2015 foram apenas cinco. Os meses finais de 2016 e os dois primeiros meses de 2017 vieram romper com esta tendência: só em janeiro e fevereiro foram concedidas 13 autorizações para investimento.

As autorizações de residência para atividade de investimento (ARI) – os ditos vistos gold – estão dependentes da compra de imóveis no valor mínimo de 500 mil euros.

A situação interna na Turquia piorou muito desde a tentativa fracassada de golpe de Estado a 15 de julho de 2016. Em fevereiro deste ano, o Presidente Erdogan aprovou a realização de um referendo, marcado para 16 de abril, que propõe fazer uma revisão constitucional que aumentará os seus próprios poderes.