Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Presidente da ANA receia “problemas de ordem pública” no aeroporto de Lisboa

josé carlos carvalho

Jorge Ponce Leão diz estar “em pânico” e receia "problemas de ordem pública este verão" no Aeroporto Humberto Delgado.

"Estou em pânico e receio problemas de ordem pública neste verão" no aeroporto Humberto Delgado, afirma Jorge Ponce Leão, presidente da ANA, em entrevista ao "Jornal de Negócios" desta quinta-feira.

O gestor diz que é urgente o reforço de agentes do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) no aeroporto que serve a capital. "Temos um défice estrutural de elementos do SEF para as necessidades do aeroporto". E avisa que se "o problema não se resolver", a ANA terá de "reduzir a capacidade declarada" do aeroporto.

O presidente da empresa responsável pela gestão de 10 aeroportos mo país revela na mesma entrevista que o Humberto Delgado "nunca perdeu tanto em qualidade como no último trimestre de 2016".

"Dezembro foi o mês mais crítico de sempre na travessia do controlo de fronteiras, que é um problema estrutural que tem de ser resolvido". Ponce Leão revela ainda que já foi preciso reter passageiros dentro dos aviões, não autorizar o desembarque, porque a sala estava completamente cheia".