Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

PS rejeita propostas do BE e do PCP para nacionalizar o Novo Banco

JOSÉ CARLOS CARVALHO

Quando os projetos de resolução do BE e do PCP forem a votos, o PS pode não rejeitar os pontos mais generalistas sobre o sistema bancário, mas qualquer menção à “nacionalização” será vetada, avança Carlos César

Era uma possibilidade, mas deixou de ser. Há algumas semanas, tanto Mário Centeno como António Costa admitiam ser possível que o Novo Banco viesse a ser nacionalizado, caso essa fosse a solução com menos encargos, a longo prazo, para o Estado e para os contribuintes. “Nada está fora de questão quando se trata de garantir a estabilidade do sistema financeiro”, afirmou então o ministro das Finanças. Esta posição magnetizou muitas vozes apoiantes dessa possibilidade à esquerda do PS para junto do Governo. Mas, ao que parece, o cenário de futuro já mudou.

Esta sexta-feira, vão ser votados e debatidos no Parlamento dois projetos de resolução – um do BE e outro do PCP – que recomendam ao Governo a nacionalização do Novo Banco. Carlos César, líder parlamentar do PS, avançou ao “Público” que os socialistas vão votar contra. “O ideal é a venda”, disse.

“O nosso entendimento não é o de nacionalizar o Novo Banco é de o manter na esfera pública, se não existir nenhuma proposta de compra que seja vantajosa e proporcional ao valor que o Governo atribui à instituição bancária em causa”, explicou. Para o Carlos César, as propostas que vão esta sexta-feira a votos “não são compagináveis com a posição do PS porque excluem à partida qualquer processo negocial.”

Quando os projetos de resolução do BE e do PCP forem votados, Carlos César disse que o PS pode não rejeitar os pontos mais generalistas sobre o sistema bancário, mas qualquer menção à “nacionalização” será rejeitada.

De acordo as informações recolhidas pelo matutino, o Governo só pensará numa solução alternativa à venda do Novo Banco a privados se se esgotarem todas as etapas negociais que decorrem entre o Banco de Portugal e os fundos norte-americanos - Lone Star e Apollo/Centerbridge.