Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Receitas com portagens cresceram 8% em 2016

AUTOESTRADAS As entradas em Lisboa e no Porto escapam à atualização das portagens. Na rede Brisa o aumento médio é de 0,86% pra todas as classes de veículos.

FOTO JOÃO CARLOS SANTOS

A Infraestruturas de Portugal arrecadou mais 23,8 milhões de euros na cobrança de portagens do que no ano anterior

Os tarifas baixaram mas as receitas aumentaram. A Infraestruturas de Portugal (IP) obteve em 2016 um total de 339,6 milhões de euros em receitas de portagens, um valor que representa um crescimento de 8% face a 2015, conta o “Jornal de Negócios” esta quinta-feira. Ao todo, a IP arrecadou mais 23,8 milhões de euros com portagens do que em 2015.

Segundo o matutino, a maior subida das receitas, em termos percentuais, registou-se nas subconcessões rodoviárias: as receitas de portagens nas subconcessões, cobradas através de pórticos electrónicos, somaram 24,6 milhões de euros, mais 16% do que no ano anterior.

As antigas Scut – que também têm cobrança eletrónica – foram responsáveis por um total de 227,1 milhões de euros de receitas de portagem, mais 7% do que em 2015.

Já as autoestradas com portagem real (Concessão Norte e Grande Lisboa) contribuíram com 87,9 milhões de euros.. O aumento face a 2015 foi neste caso também de 7%.