Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Poupanças de Paulo Macedo estão quase todas no BCP

TIAGO PETINGA

De acordo com a declaração de património e rendimentos de 2015, Macedo tinha uma aplicação a prazo na Caixa Geral de Depósitos de 19 mil euros, que vencia no final desse ano. As suas contas-poupança estavam no BCP, instituição à qual estava ligado

Paulo Macedo, que é ex-vice-presidente do Banco Comercial Português, e a partir desta quarta-feira presidente executivo da Caixa Geral de Depósitos, têm grande parte das suas poupanças no banco privado. Na Caixa, Macedo teve apenas uma aplicação que vencia no final do ano passado, conta o “Jornal de Negócios” esta quarta-feira.

Tendo em conta o histórico de 23 anos de ligação entre o ex-ministro da Saúde e o BCP, a escolha desta instituição para confiar as suas não é propriamente uma surpresa. Para além das contas-poupança, o novo Presidente da Caixa tem também várias apólices subscritas na seguradora Ocidental, detida, em parte, por aquela instituição financeira.

O matutino avança estas informações com base nas declarações sobre o valor de património e de rendimento dos titulares de cargos políticos e equiparados que Macedo teve de entregar no Tribunal Constitucional, quando, no final de 2015, deixou de ser ministro da Saúde, o que significa que estes dados podem ter sofrido alterações no último ano.

Uma aplicação a prazo de 19 mil euros na CGD, que vencia a 16 de Dezembro de 2015, era o único produto financeiro aplicado por Paulo Macedo na Caixa.