Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Pedro Dias é suspeito de roubo no Alentejo há quatro anos

Foram recuperadas peças de louça Companhia das Índias, pratas antigas e até uma tela, na casa dos pais de Pedro Dias e da ex-namorada, que tinham sido roubadas de uma quinta em Évora em 2012

Pedro Dias, o piloto suspeito de ter morto um oficial da GNR e um civil em Aguiar da Beira em outubro, baleando ainda mais duas pessoas, terá roubado diversas antiguidades de uma quinta no Alentejo há quatro anos, avança o jornal “i” esta quarta-feira.

Após diversas buscas na casa do suspeito, as autoridades encontraram algumas obras de arte que tinham sido roubadas em 2012 numa quinta do distrito de Évora, conta o matutino.

O inquérito ao furto em causa, que já tinha sido encerrado, foi reaberto pelo Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa.

Segundo o “i”, já foram efetuadas diligências para recuperar peças que haviam sido roubadas: algumas estavam na casa dos pais e outras na casa da ex-namorada. Foram recuperadas peças de louça Companhia das Índias, pratas antigas e até uma tela. Outros objetos estariam escondidos dentro de sacos.

A reabertura deste caso ocorreu logo após o nome de Pedro Dias ter sido referido como o principal suspeito para os crimes em Aguiar da Beira. A ex-namorada do suspeito de Aguiar da Beira era veterinária na quinta onde desaparecem os objetos.

Os investigadores do DIAP estão convencidos que nem a ex-namorada ou os pais tinham conhecimento que as peças que Pedro Dias lhes havia oferecido tinham sido roubadas.