Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Maria João Carioca deixa Bolsa de Lisboa e oficializa ida para a CGD

Maria João Carioca abandona o cargo de presidente-executiva da Bolsa de Lisboa e segue para o banco do Estado, anuncia a Euronext num comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários esta terça-feira

Tal como o Expresso tinha noticiado no fim de semana, Maria João Carioca, que fazia parte da lista de nomes que interessavam a Paulo Macedo para a sua equipa administrativa da Caixa Geral de Depósitos, vai abandonar o cargo de presidente-executiva da Bolsa de Lisboa e seguir para o banco do Estado.

“A Euronext confirma que Maria João Carioca, CEO da Euronext Lisbon e membro do Managing Board da Euronext, apresentou a renúncia das suas funções, após o convite do Governo de Portugal para integrar o Conselho de Administração da Caixa Geral de Depósitos”, refere o comunicado da Euronext enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) esta terça-feira.

Maria João Carioca tinha assumido funções como presidente da Bolsa em junho. “É motivo de honra que a Maria João tenha sido selecionada para este novo papel, para servir o seu país”, diz Stéphane Boujnah, chairman e presidente-executivo do Managing Board da Euronext, citado no mesmo comunicado.

De acordo com a missiva, a Euronext trabalhará em conjunto “Maria João para organizar a transição no curso do primeiro trimestre de 2017, até à chegada de um sucessor para o cargo”.

  • Os nomes que Paulo Macedo quer na Caixa

    Há cinco novos administradores executivos para a Caixa. Paulo Macedo está a ultimar a equipa com quem irá gerir. José João Guilherme e Maria João Carioca são dados com certos. Nuno Martins, José Brito e Francisco Cary são nomes que também estão em cima da mesa