Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Segurança Social encerrou 64 lares ilegais desde o início do ano

getty

O fecho de 64 lares ordenado pelo Instituto da Segurança Social decorreu na sequência de 425 ações de fiscalização. Ao todo, só quatro das instituições fechadas é que tinham licença para operar

Desde o início do ano, a Segurança Social tem fechado uma média de seis lares ilegais por mês. Até outubro foram encerradas 64 estruturas, 14 das quais com carácter de urgência, avança o “Jornal de Notícias” esta terça-feira.

Os 64 lares foram encerrados pelo Instituto da Segurança Social (ISS) na sequência de 425 ações de fiscalização. Ao todo, só quatro das instituições fechadas é que tinham licença para operar.

Por comparação com 2015, o número de estruturas vetadas diminuiu de 91 para 64. Ainda assim, este ano destacam-se os 14 lares que foram encerrados com carácter de urgência, pois existia “perigo iminente para a saúde e integridade dos utentes”, explica fonte oficial da Segurança Social ao “JN”.

Segundo as várias entidades ouvidas pelo matutino, parte deste problema reside na muita procura e pouca oferta deste tipo de instituições. Outra questão relevante são os preços que estes lares ilegais praticam, por norma muito inferiores aos de outras estruturas que cumprem os requesitos legais.